Por rafael.arantes
Juiz de Fora - Começa nesta quarta-feira a turnê nacional do Flamengo. Às 22h, o time enfrenta o Campinense, em Juiz de Fora, para decidir vaga na terceira fase da Copa do Brasil. Com a vitória por 2 a 1, fora de casa, o Rubro-Negro pode até perder por 1 a 0 que evita um fiasco na primeira apresentação da temporada itinerante rubro-negra.
Com o Maracanã ainda de portas fechadas para os clubes e o Engenhão interditado, o Flamengo está ao relento no Rio. Longe de casa, porém, o time se abriga sob o carinho dos 40 milhões de torcedores espalhados pelo Brasil. Na última terça, cerca de 300 cercaram o ônibus, na chegada da delegação rubro-negra ao hotel. Depois, no treino no Estádio Municipal, a Nação mais uma vez marcou presença e recebeu autógrafos em retribuição.
Publicidade
“Estou muito feliz por retornar a Juiz de Fora, onde tive o privilégio de jogar pelo Flamengo. A torcida sempre foi carinhosa e procuramos retribuir”, disse o técnico Jorginho, que comandou treino recreativo, de finalização e de cobranças de pênalti — Leonardo Moura foi poupado.
Jorginho quer vaga na Copa do BrasilAndré Mourão / Agência O Dia

Dia 26, o Flamengo estreia no Brasileiro contra o Santos no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. Já na segunda parada, a turnê ganha a primeira polêmica. Por R$ 800 mil, o time paulista vendeu o mando de campo ao Governo de Brasília, que cobrará entre R$ 160 e R$ 400 pelos 69.200 ingressos à venda.

Três dias depois, o time volta a Juiz de Fora para enfrentar a Ponte Preta. Ainda não foi definido se o grupo depois segue direto para Coritiba, onde visitará o Atlético-PR, no dia 1º de junho, ou se faz uma escala no Rio.

Da capital paranaense, a ideia é partir direto para Santa Catarina, onde o Flamengo pretende mandar o jogo contra o Náutico, no Orlando Scarpelli, na capital, dia 5 e, no dia 8, visita o Criciúma.
Publicidade
Assim, se não houver jogo no Rio pela Copa do Brasil, no caso de classificação, hoje, o torcedor carioca só verá o Rubro-Negro em campo no Rio na retomada do Brasileiro após a Copa das Confederações, quando receberá o Coritiba, dia 6 de julho, e pegará o Vasco, oito dias depois.