Por bernardo.argento

Rio - O Flamengo vai reencontrar-se com o Maracanã, neste domingo, no clássico com o Botafogo, após um longo período longe do estádio. Nesse tempo, o Rubro-Negro mandou jogos em diversos palcos. Entre eles, Brasília, Juiz de Fora, Florianópolis e alguns outros. Na visão dos jogadores, o retorno a antiga casa vai ser importante para tentar melhorar a posição no campeonato.

"O apoio da torcida do Flamengo é algo que sempre fez muito bem ao clube, e ter esse retorno ao Maracanã será muito importante. Tenho convicção de que as coisas vão começar a melhorar ainda mais com essa proximidade do nosso torcedor. A torcida do Flamengo é diferente, já fez história várias vezes no Maracanã e estamos muito animados com esse reencontro", disse o goleiro Felipe.

Léo Moura destaca a importância de atuar no Maracanã Carlos Moraes / Agência O Dia

O volante Elias concorda com o camisa 1 do Fla "O Maracanã vai permitir essa proximidade com a nossa torcida, que vai ficar mais perto e nos apoiar bastante ao longo dos noventa minutos. Não tenho a menor dúvida de que vamos ter esse carinho no estádio, pois os torcedores sabem que esse grupo está trabalhando para colocar o Flamengo cada vez mais na parte de cima da tabela de classificação".

O latera-direito Leonardo Moura, um dos atletas mais experientes do elenco, reconhece que a competição é umas das mais difíceis do mundo e o que o apoio da torcida é fundamental. A volta do Maracanã vai ser mais um aliado e uma arma importante para vencer os adversários.

"O Campeonato Brasileiro é uma competição longa, desgastante. Não temos nenhum jogo muito tranquilo. Todas as partidas são clássicos, jogos contra times de tradição, e poder contar com jogos no Rio de Janeiro, no Maracanã, que sempre foi a casa do Flamengo, vai ser algo muito importante. A nossa torcida vai voltar a apoiar, e realmente vamos jogar em casa. Existe uma ansiedade muito grande da nossa parte, pois sabemos que o clássico contra o Botafogo tem tudo para ser uma partida emocionante", disse Leonardo Moura.

Você pode gostar