Por fabio.klotz

Brasília - Vilão do Flamengo em 2003, o goleiro Lauro mais uma vez estragou a festa rubro-negra. Na quarta-feira, ele marcou o gol de empate da Portuguesa nos acréscimos. O Fla acusou o golpe, mas o técnico Mano Menezes cobra uma resposta rápida de seus jogadores.

Mano quer resposta no clássico com o FluminenseDivulgação

"As próximas horas serão pesadas para nós. Você sente o golpe, isso é inevitável. Não podemos ficar muito tempo sentindo isso porque temos um clássico com o Fluminense (domingo, no Maracanã). Temos de dar respostas rápidas, da mesma maneira como tivemos uma boa resposta no domingo (o Fla venceu o Atlético-MG após perder para o Bahia), precisamos ter a mesma postura. Os jogadores já estão entendendo isso perfeitamente", analisou Mano.

O técnico lamenta o vacilo no último lance do jogo.

"Deixamos o Lauro solto. Até pelo histórico, devíamos estar atentos. Já no início da jogada foi assim, quando ele deu um chutão e só o Elias pressionou. Tínhamos um a mais. Faltou experiência para segurarmos a bola", encerrou.

O Flamengo volta a campo no domingo e encara o Fluminense, às 16h, no Maracanã.

Você pode gostar