Peixe quase morto no cardápio do dia para o Flamengo

Adversário, no Maraca, é o Santos, que mostra sinais de exaustão com maratona de jogos. Boa chance de subir na tabela

Por O Dia

Rio - O Flamengo encara o Santos, nesta quinta, às 21h, no Maracanã para evitar o vexame. O Rubro-Negro enfrenta um adversário cansado, já que atuou na terça-feira, em reconstrução após a saída de Neymar e com grande parte dos reservas em campo por causa do desgaste da partida contra o Internacional. Prato cheio para o time de Mano Menezes subir na classificação.

Mano espera vitória do Fla contra o SantosAndré Mourão / Agência O Dia

“Nós podemos fazer isso ser benéfico (o desgaste santista), mas se não formos competentes podemos não tirar proveito em campo. Precisamos forçar o jogo, se você está mais inteiro, temos que jogar numa intensidade maior. O Inter tentou pressionar o Santos e tomar a bola, mas os santistas tocaram como a bola com sabedeoria. Se o Flamengo deixar o Santos trocar a bola não vamos conseguir tirar proveito da situação. Sinal que não mostramos competência naquilo que tentamos fazer”, afirmou Mano Menezes.

O time não terá o goleiro Felipe e o zagueiro Chicão, machucados. Rafinha recebeu uma pancada no tornozelo direito e é dúvida. Gonzalez e Marcelo Moreno, que defenderam as seleções de Chile e Bolívia, respectivamente, ficam no banco de reservas.

Crise cada vez mais próxima

A derrota sobre um rival tão enfraquecido pode fazer explodir uma crise que cada vez parece mais próxima. Na terça, alguns torcedores protestaram contra a diretoria na Gávea. Mais uma derrota pode contribuir para o cenário. Mano sabe a receita para isso não acontecer:

“Vencer. Só vencer. Podemos fazer tudo certo no futebol. Se a bola não entrar na casinha, a análise pós-jogo sempre será ruim. O resultado tem uma parte muito importante na análise que se faz do trabalho de todo mundo.A direção se propôs a fazer um trabalho de recuperação do clube, mas eu já disse isso: você pode ser muito bem-intencionado, mas se a parte dentro de campo não funcionar o torcedor não vai estar satisfeito”, disse o consciente comandante rubro-negro.