Contra a Ponte, Flamengo tenta superar mau retrospecto contra os sufocados

Fla vem sofrendo contra rivais ameaçados pela degola

Por O Dia

Paulo Victor prevê jogo difícil contra a Ponte PretaMárcio Mercante / Agência O Dia

São Paulo - Na luta contra o rebaixamento, o confronto direto ganha ares de decisão. Contra a Ponte Preta, neste domingo, às 16h, no Moisés Lucarelli, o Flamengo tem a chance de aumentar a distância para os quatro últimos colocados e afundar ainda mais o penúltimo do Brasileiro. Mas o histórico rubro-negro contra os times da parte de baixo da tabela não é dos melhores.

No primeiro turno, o Flamengo não venceu os times que hoje ocupam a zona de rebaixamento. A Ponte Preta, por exemplo, conquistou uma de suas quatro vitórias no Brasileiro justamente sobre o Fla - 2 a 0 em Juiz de Fora. O lanterna Náutico, que ganhou apenas duas vezes na competição, fez 1 a 0 jogando em Florianópolis. Contra a Portuguesa foi a única vez que o Flamengo fez gol sobre algum dos times que hoje cairiam. Mas sofreu o empate no fim, com gol do goleiro Lauro. Diante do São Paulo, empate em 0 a 0.

O goleiro Paulo Victor tenta encontrar uma explicação para um retrospecto tão ruim contra os lanterninhas: “Não analiso muito isso. Vejo jogo a jogo. Cada jogo é uma situação. Às vezes você encontra dificuldades contra os times de baixo, e contra os de cima, não. Os times lá de baixo querem vencer a todo custo. E os de cima são times que deixam jogar mais.”

A Ponte Preta é um caso particular. Além do desempenho ruim contra os times da zona de rebaixamento, o Flamengo há muito tempo encontra dificuldades quando enfrenta a Macaca. A última vitória rubro-negra no confronto aconteceu no primeiro turno do Campeonato Brasileiro de 2005: 1 a 0, gol de Jônatas. De lá para cá foram três empates e três derrotas, duas delas nos confrontos mais recentes.

No Moisés Lucarelli, o Flamengo não ganha desde 1999. No período, o Rubro-Negro enfrentou a Ponte oito vezes: quatro empates e quatro derrotas.

“Isso não entra no campo. Cada jogo é um jogo. Sabemos que é difícil enfrentar a Ponte em Campinas, mas vamos buscar os três pontos”, disse Paulo Victor.