Por pedro.logato

Rio - O Flamengo escolheu a Copa do Brasil como prioridade. Por isso, Jayme de Almeida poupará praticamente todos os principais titulares do time, domingo, contra o Fluminense. Hernane será o único entre os jogadores mais importantes que estará em campo. Leonardo Moura, Chicão, André Santos, Elias e Paulinho ficarão fora para recarregar as energias para a partida de volta da semifinal contra o Goiás, quarta-feira, no Maracanã.

Jayme pregou respeito ao FluminenseMárcio Mercante / Agência O Dia

Paulinho, André Santos e Chicão sentiram desconforto muscular, e Leonardo Moura, jogador mais velho do grupo, sofre com o cansaço. Já o desgaste de Elias é emocional, por causa da internação de seu filho Davi, de um ano e meio, com pneumonia.

“A ideia não era fazer o que fizemos contra o Atlético-MG, que foi poupar, mas os jogadores sentiram, tivemos que escolher. Ou arriscar um Fla-Flu ou descansá-los para um jogo que é muito importante na temporada, no qual passaríamos para uma final de Copa do Brasil. Nós conversamos e resolvemos que eles estão precisando”, disse Jayme, para quem a vitória por 2 a 1 sobre o Goiás no Serra Dourada não garantiu a vaga na final da Copa do Brasil:

“Eu fico imaginando que se colocássemos um deles contra o Fluminense, e o jogador sentisse, a casa iria cair. Não podemos arriscar, respeitamos muito o Fluminense. Precisamos de pontos, mas estamos meio apertados. Tem o Fla-Flu e uma decisão. Ainda não passamos (para a final), tem muita gente empolgada, mas o time do Goiás é perigoso”.

Para a vaga de Léo Moura, Digão e Luiz Antonio são as opções. Chicão deve ser substituído por González. João Paulo é o substituto de André Santos na lateral esquerda. Gabriel e Rafinha são opções para as vagas de Elias e Paulinho. Marcelo Moreno deve ficar no banco como opção.Independentemente de quem entre, Jayme ressalta a importância do clássico:
“Flamengo x Vasco é mais na maciota. O Fla-Flu para mim é o mais charmoso. Nunca gostei de perder, na brincadeira”, disse.

Felipe pode retornar antes

Felipe deu sinais, na sexta, que pode voltar a jogar antes do previsto. Menos de 48 horas depois de passar por uma artroscopia no joelho esquerdo, o goleiro caminhava normalmente pelo Ninho do Urubu, com sua filha, Maria Eduarda, no colo. O médico José Luiz Runco não faz previsões, mas lembra que a história guarda exemplos de recuperações surpreendentes.

“Eu mesmo já vi aqui no Flamengo jogador voltar em duas semanas (depois de uma artroscopia), teve o Baresi, em 1994...”, disse.

Felipe mandou um recado para a torcida, numa rede social:

“Fala, Nação. Hoje (sexta) comecei a recuperação da cirurgia. Fiz trabalhos na fisioterapia e na academia. Vou trabalhar duro para voltar a treinar o quanto antes.”


Você pode gostar