Tunico da Vila crê em 2014 de sucesso e prevê título mundial para o Flamengo

Sambista analisa momento de reestruturação do clube e projeta evolução com o bom projeto da diretoria rubro-negra

Por O Dia

Rio - Tunico da Vila vem marcando presença em diversas situações envolvendo o Flamengo. Torcedor fanático do Rubro-Negro, o sambista não abre mão, em momento algum, de exaltar seu amor pelo time da Gávea, seja nos momentos de alegria ou tristeza. Em mais um capítulo da série "O meu coração rubro-negro", o flamenguista comentou o ano de reestruturação da equipe e demonstrou muita confiança na constante evolução do Fla com o caminhar dos projetos da diretoria de Eduardo Bandeira de Mello.

"Tenho uma boa relação com o Eduardo Bandeira, conversamos muito. Sei que essa nova diretoria tem a consciência de que este é um ano complicado. A situação em que o Flamengo se encontrava era pior do que muitos podiam imaginar. As coisas estão sendo feitas com cautela, com calma e tranquilidade. O clube está se reestruturando e sei que 2014 será um ano diferente, será uma nova fase: um novo Flamengo, mais forte e buscando títulos, quem sabe até um bimundial. A diretoria está se fortificando, é isso que o Flamengo precisa", projetou Tunico, envolvido em projetos para arrecadar receitas para o clube:

Tunico tem boas expectativas para o 2014 do FlamengoRafael Arantes / Agência O Dia

"Não sou diretoria, não sou de organizada. Sou do Flamengo! Sou um torcedor fanático e isso é o que me move. Assinei um contrato com o clube, gravarei algumas músicas e iremos vendê-las em MP3. Todo o lucro obtido será destinado para o Ninho do Urubu, sede da Gávea e tudo mais. O Flamengo tem sua própria força, pode se produzir muito sem sair de casa", acrescentou.

À espera de um 'representante'

Zico, Júnior, Romário, Ronaldinho... O Flamengo coleciona um grande número de craques, no entanto, a espera por um novo grande ídolo não é considerado crucial por Tunico. Quando o assunto é a chegada de reforços para integrar o elenco rubro-negro, o sambista afirma que o mais importante é que o jogador entenda o sentido de atuar com a camisa do Fla. Para Tunico, jogadores como Elias e Felipe são referências e espelhos de como os jogadores devem atuar "vestindo a camisa".

"O que eu quero é um cara que vista a camisa do Flamengo. O Elias é assim, o Felipe também. Todos erram, mas eles lutam pelo time, isso tem de ser valorizado. O cara não precisa ser torcedor, ele precisa entender o que é o Flamengo. Por aqui já passaram grandes craques. Zico, Sávio, Romário, Ronaldinho... Eles foram, mas o Flamengo ficou. É preciso entender isso", comentou.

Tunico ganha camisa do presidente Bandeira de MelloReprodução Internet

Rubro-Negro desde a barriga da mãe

Tunico possui grandes tendências vascaínas. O pai, Martinho da Vila, e o padrinho, Paulinho da Viola, são torcedores do Vasco e fizeram de tudo para que o herdeiro pudesse amar e idolatrar o clube da Colina. No entanto, um primeiro encontro em vida com a torcida do Flamengo mudou a trajetória do artista nas arquibancadas, pouco antes de descobrir que sua história com o time da Gávea já era muito mais intensa.

"Eu não virei flamenguista, eu nasci assim. Meu pai e meu padrinho são vascaínos. Eles me deram um quadro imenso do Vasco quando eu era pequeno e este ficava na minha parede. No entanto, meu pai me levou para assistir a um jogo entre Flamengo e Vasco e chorei assim que vi a torcida do Fla. Quando cheguei em casa falei para minha mãe que achava que eu era rubro-negro, foi quando ela me contou que aos nove meses de gravidez ela foi ao Maracanã ver um jogo do Flamengo e eu chutava a cada grito da torcida. Os torcedores gritavam: 'Ele vai nascer, vai nascer!'. Além disso, ela ainda me contou que antes mesmo de aprender a falar mamãe, papai e etc, minha primeira palavra foi Mengo. Aí não teve jeito. Até hoje o Roberto Dinamite não fala comigo, acredita? (risos)", contou.

Recentemente, o amor pelo Flamengo voltou a falar mais alto na carreira de Tunico. Primeiramente, o cantor assinou um contrato no qual se comprometeu a gravar músicas de torcida do clube. Além disso, a participação num comercial do programa de sócio-torcedor do Flamengo também contou com a presença do sambista. Tudo isso ocorreu para comprovar ainda mais a força dos torcedores rubro-negros.

"A torcida do Flamengo é o próprio Flamengo. Mesmo com uma equipe muito limitada, a gente vê os torcedores impulsionando a equipe, ajuda a todo instante. A força de um Maracanã lotado sempre fez e faz a diferença para o Rubro-Negro. Sempre digo isso. Por isso participei dessa campanha do sócio-torcedor, para mostrar para essa torcida toda sua importância. Seu valor é algo fora do comum", concluiu.

Confira uma das músicas que Tunico da Vila irá gravar para o Flamengo: