Jayme sai em defesa de Carlos Eduardo

Técnico rubro-negro acha injusta a pressão da torcida em cima do camisa 20 da equipe

Por O Dia

Rio - A fase é boa e a arrancada no Campeonato Brasileiro praticamente sepultou as chances de rebaixamento. Na Copa do Brasil, o time está na final contra o Atlético-PR. Apesar da lua de mel com a torcida, um jogador continua sendo alvo da exigente Nação rubro-negra: Carlos Eduardo. Mesmo com as vitórias, o meia é sempre vaiado. O técnico Jayme de Almeida saiu em defesa do camisa 20.

“O Carlos Eduardo foi a bola da vez em relação a muita coisa que aconteceu aqui. Até em relação ao próprio Pelaipe (diretor-executivo de futebol do clube). Era para ser o cara principal. É um garoto que ajuda pra caramba, mas podia ajudar mais com apoio. Faz dez jogadas boas e ninguém fala nada. Se erra uma bola, um drible, todo mundo vaia. Isso atrapalha o time, com certeza. É muita pressão”, explicou Jayme.

Jayme defende o meia Carlos EduardoMárcio Mercante / Agência O Dia

Cadu foi a grande contratação do Flamengo para a temporada. Em 37 partidas, o meia jamais repetiu as boas atuações que teve pelo Grêmio e que o levaram a Seleção.

“O garoto está lutando para conquistar a torcida, treina, corre, e o vejo como muito injustiçado. Se é o Carlos Eduardo que perde o gol que o Paulinho perdeu, apanha na rua. Para o Paulinho, a torcida bateu palma. Ele erra um passe, e o torcedor grita. Não pode errar nada. A cobrança é muito grande, mas é um cara que todo mundo gosta e acredita”, diz Jayme.

WALLIM GARANTE ELIAS
Vice de futebol do Flamengo, Wallim Vasconcellos garantiu que o meia Elias permanece no ano que vem, apesar de o clube ter que pagar ao Sporting R$ 12 milhões por 50% dos direitos econômicos.

“Tenho certeza de que contaremos com ele para a próxima temporada. O Elias querendo ficar no Flamengo, ele vai ficar. É óbvio que há uma negociação financeira, mas a vontade do atleta sempre prevalece. Para mim, ele já falou que quer ficar”, comentou Wallim em entrevista à ‘Rádio Bradesco Esportes FM’.