Por fabio.klotz
Rio - O título da Copa do Brasil antecipou o ano novo do Flamengo. Nos próximos dias, os vices de futebol e finanças, Wallim Vasconcellos e Rodrigo Tostes, respectivamente, sentarão para traçar o planejamento de 2014. Uma das primeiras questões a serem resolvidas é a renovação de contrato do técnico Jayme de Almeida, que ganha R$ 60 mil e deve receber um aumento. A manutenção do elenco e a contratação de reforços também estará em pauta - Danilo, do Corinthians, está na lista, e o clube vai atrás de outros nomes.
Jayme entra em seleto hall de técnicos vitoriosos do FlamengoEfe

“Precisamos de um lateral para revezar com o Léo Moura. Já discutimos com o Jayme e temos uma lista de atletas. O Pelaipe (diretor de futebol) está trabalhando nisso e em breve teremos novidades”, disse Wallim.

Publicidade
Dia 12 de dezembro, o Flamengo conhecerá seus adversários na fase de grupos da Libertadores. Com a competição mais importante do continente no seu calendário, o clube precisará ousar mais.

“Libertadores não é Copa do Brasil, e a gente tem que ter um elenco que possa representar bem o Flamengo. Vamos contratar jogadores que venham a somar”, disse Wallim, confiante no acerto com Jayme: “Ele fica. Só depende dele, não tenho dúvida que ele vá ficar. No pior momento, ele estava lá e agora que a gente está em um situação melhor tenho certeza de que ele vai ficar. É o cara certo, na hora certa, no lugar certo.”

Clique na imagem abaixo e confira um especial sobre o título do Flamengo

Flamengo se transformou em Brocador e faturou a Copa do Brasil Arte%3A Nei Lima

A política de pés no chão será mantida, mas Wallim acredita que 2014 será mais confortável para o Flamengo financeiramente. Além de prever receitas maiores, o dirigente conta com o alongamento das dívidas dos clubes, com o fair play financeiro, que ainda não foi acertado entre com a CBF:

Publicidade
“A gente vai ter aumento de receita do sócio-torcedor, uma maior exposição para o marketing, bilheteria... Isso tudo vai proporcionar muita coisa. As finanças estão arrumadas, o alongamento das dívidas fiscais aliviam o fluxo de caixa, então teremos um ano bem melhor que este”.
Empréstimo é a palavra de ordem para reforçar o time
Publicidade
Apesar das grandes ambições, o Flamengo continua com problemas financeiros. Ainda no gramado, após a conquista da Copa do Brasil, o presidente rubro-negro Eduardo Bandeira de Mello afirmou que o clube precisará de criatividade para reforçar o time. Nesta quinta-feira, o vice de futebol Wallim Vasconcellos explicou como o clube pretende agir para 2014:
“A diretoria deve seguir uma linha de empréstimos porque o clube ainda não está bem financeiramente para a aquisição de atletas. Mas estamos buscando muitos atletas, como o caso do Paulinho e do Diego Silva, constituindo uma base de olheiros para trazer esse tipo de jogadores e vamos investir em meninos da base. Mas, para jogadores de mais nome, empréstimo é a nossa prioridade.”
Publicidade
Publicidade
No caso de Danilo, a diretoria pretende convencer o Corinthians a emprestá-lo até o fim de seu contrato, que se encerra no meio do ano, ajudando no pagamento do salário, para depois tentar contratá-lo em definitivo. As negociações devem começar nos próximos dias.
Dirigentes se mexem para segurar Elias
Publicidade
A diretoria corre para fechar a compra dos direitos de Elias. O vice de futebol Wallim Vasconcellos afirmou após a vitória sobre o Atlético-PR que o volante permanecerá na Gávea. Na quinta, ele voltou a mostrar otimismo: “As negociações estão bem adiantadas com ele e depois temos que ir ao Sporting também. Mas acho que não haverá problema. O jogador quer ficar. Isso ajuda muito.”
Empréstimo de Elias com o Fla termina no fim do anoCarlos Moraes / Agência O Dia

Uma das alternativas para pagar o Sporting, que gastou 8 milhões de euros (R$ 25 milhões), é envolver algum jogador na negociação. Os portugueses querem Luiz Antonio, mas Wallim dá a entender nas entrelinhas que não liberará o volante criado na Gávea: “A prioridade é não se desfazer de ninguém. Qualquer atleta que seja titular, a ideia é não se desfazer agora. Vamos no primeiro semestre nos concentrar na Libertadores para ter um bom desempenho. Se começarmos a vender podemos correr o risco de ter um time pior. Temos que melhorar sempre.”

O clube deve pagar R$ 1 milhão para comprar 60% dos direitos do Paulinho. Já Leonardo Moura terá o contrato renovado por pelo menos mais um ano.