Fla consulta especialista e 'ganha' argumento para defesa de André Santos

Clube pode ser punido com a perda de quatro pontos

Por O Dia

Rio - O caso André Santos ganhou mais um capítulo. Nesta sexta-feira, o Flamengo anunciou que consultou o advogado Marcos Motta, especialista em direito esportivo. Em nota, o Rubro-Negro disse que foi informado de que a escalação do lateral-esquerdo no jogo contra o Cruzeiro, no último sábado, foi legal. O clube, inclusive, vai usar o parecer de Marcos Motta, cujo escritório presta serviços ao Fla (na ação trabalhista do caso Ronaldinho, por exemplo), na defesa no julgamento no Superior Tribunal de Justiça Desportiva, na segunda-feira.

André Santos é acusado de atuar irregularmente na última rodada do BrasileiroMárcio Mercante / Agência O Dia

A polêmica gira em torno de uma possível escalação irregular de André Santos. O lateral-esquerdo foi expulso no segundo jogo da final da Copa do Brasil, contra o Atlético-PR. De acordo com o artigo 68 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, quando, no fim de um torneio, um atleta punido tiver de cumprir a pena, a suspensão deverá, obrigatoriamente, ser realizada na competição subsequente organizada pela CBF. Ou seja, como o lateral não poderia cumprir a suspensão automática na Copa do Brasil, ele teria de ficar fora em um jogo do Brasileiro. Se for punido, o Flamengo perderia quatro pontos (três pela escalação irregular e um pela pontuação na partida em que utilizou André Santos, no empate com o Cruzeiro).

Confira a nota oficial do Flamengo

O advogado Marcos Motta, renomado especialista em direito esportivo brasileiro e internacional, foi consultado pelo Clube de Regatas do Flamengo em relação aos fatos envolvendo a escalação do atleta André Santos contra o Cruzeiro, na última rodada do Campeonato Brasileiro de 2013. Marcos Motta concluiu, de forma isenta, após a análise dos fatos, que a escalação do referido atleta encontra total respaldo jurídico, tanto na legislação pátria quanto nos regulamentos internacionais aplicáveis à matéria, sobretudo da Fifa, e que, por isso, não há ilegalidade ou irregularidade na conduta do Flamengo. O Parecer Jurídico de Marcos Motta integrará a defesa do Flamengo no julgamento da próxima segunda-feira.