Por fabio.klotz
Inspirado%2C Marcelinho levou o Flamengo a mais uma vitóriaDivulgação

Rio - A lesão que tirou Marcelinho da temporada passada faz parte do passado. A rotina de ser cestinha está de volta. Com uma atuação de gala, o ala comandou o Flamengo na vitória sobre o Mogi das Cruzes por 92 a 76, neste sábado, no Tijuca. Maior pontuador da história do Novo Basquete Brasil (NBB), Marcelinho assinalou 35 pontos, sendo oito cestas de três em 13 tentativas. Ele ainda ajudou com três rebotes e três assistências, com 32 de eficiência.

Outro que brilhou foi o americano Jerome Meyinsse. O pivô anotou 22 pontos, dominando o garrafão. Os armadores Gegê e Laprovittola se destacaram no quesito assistências. O primeiro deu nove passes para cestas, dois a mais do que o argentino.

Pelo lado de Mogi, o destaque foi o pivô americano Jeff Agba, cestinha do time com 21 pontos. O ala-pivô Thomas Gehrke e o armador americano Smith marcaram 12 pontos cada um.

O Flamengo engatou a quarta vitória seguida no NBB, com uma campanha de dez vitórias em 13 jogos, e chegou à liderança (Limeira perdeu para Franca e caiu uma posição). O Mogi das Cruzes amargou a sétima derrota. O clube paulista tem sete triunfos, com aproveitamento de 50%. O Rubro-Negro volta à quadra na segunda-feira, às 21h15, e encara o Basquete Cearense no Tijuca. O Mogi joga no mesmo dia, às 19h30, e encara o Macaé fora de casa.

O JOGO

O Flamengo começou o duelo com a pontaria certeira de Marcelinho. O ala fez os primeiros seis pontos do clube e 11 no primeiro período. O Mogi das Cruzes, após começo equilibrado, sofreu uma pane no ataque e estacionou nos seis pontos. O Rubro-Negro aproveitou para abrir vantagem de 14 pontos com tiros longos e Meyinsse no garrafão. O técnico espanhol Paco García parou o jogo. O clube paulista melhorou e encostou no placar: 25 a 18.

Laprovittola leva o Flamengo ao ataque%3A argentino deu sete assistênciasDivulgação

Novamente sob a batuta de Marcelinho e com o auxílio de Shilton, o Flamengo fez uma corrida de 9 a 1 e obrigou o espanhol Paco García a parar o jogo mais uma vez. O Mogi conseguiu melhorar seu desempenho ofensivo, mas a defesa não conseguia conter o Rubro-Negro, que pontou 16 pontos de frente (46 a 30), destaque para Marcelinho, autor de 22 pontos no primeiro tempo.

A dupla Meyinsse e Marcelinho causou estrago no terceiro quatro. O americano dominou o garrafão. A pontaria do ala continuou afiada. Os dois foram responsáveis por 22 (11 para cada) dos 28 pontos do Flamengo na parcial. O Rubro-Negro venceu o terceiro quarto por 28 a 17 e abriu 27 pontos de vantagem, encaminhando a vitória.

O Mogi aproveitou um certo relaxamento do Flamengo e fez uma corrida de 9 a 2. Meyinsse e Marcelinho trataram de equilibrar o jogo no último período. Porém, com a dupla no banco, o clube paulista continuou superior e até venceu a parcial (29 a 18), mas a vitória rubro-negra já estava encaminhada.

Você pode gostar