Por victor.abreu

Rio - Flamengo viaja, neste domingo, para a La Paz e leva na bagagem a atenção da torcida. Campeão da Taça Guanabara antecipado, o time embarca às 17h, uma hora depois do início do jogo do Rubro-Negro contra o Bangu, em Volta Redonda. A partida de quarta-feira, contra o Bolívar, ganhou caráter de decisão depois do empate no Maracanã com o time boliviano. Pelo treino de ontem, Carlos Eduardo deve ser o substituto de Elano.

Carlos Eduardo entra na vaga de Elano, no meioCarlos Moraes / Agência O Dia

O técnico Jayme de Almeida dividiu o grupo em dois. Os jogadores que viajam para a Bolívia fizeram um treino físico e, em seguida, um trabalho técnico. Carlos Eduardo substituiu Elano, e Amaral, Cáceres. Léo Moura foi poupado da atividade, mas não preocupa para a partida. No seu lugar treinou Recife, improvisado. O reserva Léo foi vetado pelos médicos.

Enquanto isso, um time recheado de novatos se preparava para uma partida com muito menos apelo. Se na Bolívia, a 3.600 metros acima do nível do mar, o Flamengo joga seu futuro na competição mais importante do continente, em Volta Redonda, deve encontrar um estádio vazio, pronto para um jogo que nada vale.

O Rubro-Negro, campeão antecipado da Taça Guanabara, enfrenta o Bangu que não tem chance de se classificar e nem corre risco de cair. Mesmo o jogo sendo no interior, o morador de Volta Redonda não tem o atrativo de ver os ídolos em campo. O Flamengo entrará com o time C, comandado por Marcelo Buarque.

Dos 11 titulares de hoje, apenas Welinton pode ser considerado experiente, com 151 jogos disputados com a camisa do Flamengo. Depois dele, Nixon, com 43, é o mais cascudo. O goleiro Luan, o lateral-esquerdo Jorge e o volante Léo Henrique são estreantes. No restante, todos fizeram menos de 20 jogos: Digão (13), Frauches (18), Márcio Araújo (3), Rodolfo (17), Mattheus (15) e Igor Sartori (5). Apenas Welinton, com cinco, Rodolfo, um, e Nixon, seis, já fizeram gol pelos profissionais. Para quem nunca joga, a partida tem valor.

“É uma final de Copa do Mundo. Estar vestindo essa camisa é o sonho de qualquer um, então com certeza é uma final de Copa do Mundo”, disse o goleiro Luan, que completa 21 anos em abril.

Você pode gostar