Jayme tira o boné para o Estadual

Técnico evita falar em Libertadores e mostra concentração total para encarar a Cabofriense

Por O Dia

Rio - Os jogadores do Flamengo param, respiram e recuperam o fôlego depois do sufoco na altitude de La Paz e a viagem desgastante. Quarta-feira começa a maratona de decisões do time de Jayme de Almeida, com o primeiro jogo da semifinal do Campeonato Carioca. A partida de volta acontece quatro dias depois e, em 2 de abril, o Fla joga sua vida na Libertadores, diante do Emelec, em Guaiaquil.

Mas há a Cabofriense no meio do caminho. No domingo, o Flamengo cumpre tabela, pela última rodada da Taça Guanabara. No Maracanã, poucas testemunhas devem assistir a Léo Moura levantar o troféu. O lateral-direito, no entanto, vai ao estádio apenas para cumprir o protocolo como capitão. Em campo, mais uma vez os reservas estarão presentes.

Jayme quer Flamengo ligado no CariocaMárcio Mercante / Agência O Dia

Jayme sempre faz questão de valorizar o Carioca por sua importância histórica e financeira — o campeão estadual embolsará R$ 3,5 milhões. Mas, para a torcida, importante mesmo é a Libertadores, competição mais importante do continente, conquistada só uma vez pelo Flamengo, há 33 anos. Mesmo assim, o treinador tentar deixar para pensar no Emelec depois.

“Quando acabar a rodada de domingo, saberemos quem será o nosso adversário na semifinal do Carioca. Aí, esses 21 dias seguintes serão decisivos em duas competições. É tentar chegar à final e vencer o Carioca e avançar também na Libertadores. Mas as nossas atenções agora estão voltadas para o estadual”, disse Jayme, que elogiou a atitude do time contra o Bolívar: “Estou muito satisfeito com a postura da equipe naquela condição desfavorável. Se não foram brilhantes, ao menos no espírito de luta se portaram de uma maneira muito digna.”

Técnico teve que conversar com Samir

Ex-zagueiro, Jayme de Almeida deu atenção especial a Samir após a derrota para o Bolívar. O jovem jogador passou mal com a altitude, mas o que o fez ficar pior foi o escorregão que originou o gol da derrota. E o técnico entrou em ação para acalmá-lo.

“Fiquei com ele no vestiário, ajudando a acalmá-lo. Ele estava muito excitado, nervoso. Ficamos uma meia hora conversando. Foi uma fatalidade”, disse Jayme, que já passou por algo parecido e usou como exemplo. “Fui zagueiro pelo São Paulo e teve um jogo contra o Juventus que eu caí sentado. O centroavante pegou a bola e fez o gol. Faz parte.”

Luiz Antonio será titular contra Cabofriense

Com os titulares poupados por conta da viagem à Bolívia, o Flamengo jogará com reservas na última rodada da Taça Guanabara e Luiz Antonio terá nova chance de mostrar serviço. Após entrar no meio do jogo contra o Volta Redonda, ele será titular no domingo, no Maracanã, e deve atuar os 90 minutos de partida.

“Eu não tinha dúvida de que, fisicamente, o Luiz Antonio já estaria bem. Comentei com o pessoal da preparação física que, em uma semana, estaria pronto para jogar. Vamos dar ritmo a ele e ver como reage em 90 minutos”, disse Jayme de Almeida.

O time deve ser formado por Paulo Victor, Digão, Chicão, Erazo e João Paulo; Feijão, Márcio Araújo, Luiz Antonio e Mugni; Paulinho e Alecsandro.

Jayme tira o boné para o Estadual O Dia - Flamengo

Jayme tira o boné para o Estadual

Técnico evita falar em Libertadores e mostra concentração total para encarar a Cabofriense

Por O Dia

Rio - Os jogadores do Flamengo param, respiram e recuperam o fôlego depois do sufoco na altitude de La Paz e a viagem desgastante. Quarta-feira começa a maratona de decisões do time de Jayme de Almeida, com o primeiro jogo da semifinal do Campeonato Carioca. A partida de volta acontece quatro dias depois e, em 2 de abril, o Fla joga sua vida na Libertadores, diante do Emelec, em Guaiaquil.

Mas há a Cabofriense no meio do caminho. No domingo, o Flamengo cumpre tabela, pela última rodada da Taça Guanabara. No Maracanã, poucas testemunhas devem assistir a Léo Moura levantar o troféu. O lateral-direito, no entanto, vai ao estádio apenas para cumprir o protocolo como capitão. Em campo, mais uma vez os reservas estarão presentes.

Jayme quer Flamengo ligado no CariocaMárcio Mercante / Agência O Dia

Jayme sempre faz questão de valorizar o Carioca por sua importância histórica e financeira — o campeão estadual embolsará R$ 3,5 milhões. Mas, para a torcida, importante mesmo é a Libertadores, competição mais importante do continente, conquistada só uma vez pelo Flamengo, há 33 anos. Mesmo assim, o treinador tentar deixar para pensar no Emelec depois.

“Quando acabar a rodada de domingo, saberemos quem será o nosso adversário na semifinal do Carioca. Aí, esses 21 dias seguintes serão decisivos em duas competições. É tentar chegar à final e vencer o Carioca e avançar também na Libertadores. Mas as nossas atenções agora estão voltadas para o estadual”, disse Jayme, que elogiou a atitude do time contra o Bolívar: “Estou muito satisfeito com a postura da equipe naquela condição desfavorável. Se não foram brilhantes, ao menos no espírito de luta se portaram de uma maneira muito digna.”

Técnico teve que conversar com Samir

Ex-zagueiro, Jayme de Almeida deu atenção especial a Samir após a derrota para o Bolívar. O jovem jogador passou mal com a altitude, mas o que o fez ficar pior foi o escorregão que originou o gol da derrota. E o técnico entrou em ação para acalmá-lo.

“Fiquei com ele no vestiário, ajudando a acalmá-lo. Ele estava muito excitado, nervoso. Ficamos uma meia hora conversando. Foi uma fatalidade”, disse Jayme, que já passou por algo parecido e usou como exemplo. “Fui zagueiro pelo São Paulo e teve um jogo contra o Juventus que eu caí sentado. O centroavante pegou a bola e fez o gol. Faz parte.”

Luiz Antonio será titular contra Cabofriense

Com os titulares poupados por conta da viagem à Bolívia, o Flamengo jogará com reservas na última rodada da Taça Guanabara e Luiz Antonio terá nova chance de mostrar serviço. Após entrar no meio do jogo contra o Volta Redonda, ele será titular no domingo, no Maracanã, e deve atuar os 90 minutos de partida.

“Eu não tinha dúvida de que, fisicamente, o Luiz Antonio já estaria bem. Comentei com o pessoal da preparação física que, em uma semana, estaria pronto para jogar. Vamos dar ritmo a ele e ver como reage em 90 minutos”, disse Jayme de Almeida.

O time deve ser formado por Paulo Victor, Digão, Chicão, Erazo e João Paulo; Feijão, Márcio Araújo, Luiz Antonio e Mugni; Paulinho e Alecsandro.