Após conquistar a Libertadores do basquete, Fla já sonha com Mundial

Técnico e atletas garantem que é possível vencer time europeu

Por O Dia

Rio - A primeira missão foi cumprida. O Flamengo conquistou o inédito título da Liga das Américas, a Libertadores do basquete, neste sábado, no Maracanãzinho, e se credenciou a um passo ainda maior: o Mundial. O Rubro-Negro ainda não conhece o adversário (aguarda a definição da Euroliga), mas demonstra confiança na possibilidade de bater um clube europeu em outubro, data prevista do torneio.

>>> GALERIA: Flamengo conquista título inédito no basquete

"É possível. Estamos acostumados a pensar em coisas grandes. Acho possível e vamos trabalhar para isso", disse o técnico José Neto.

O ala-pivô Olivinha reforçou o discurso do treinador do Flamengo. "Nossa equipe tem muita qualidade. Temos de acreditar. Não importa contra quem vamos jogar. Isso aqui é Flamengo. Acredito que podemos bater de frente contra qualquer equipe do mundo", afirmou.

Nação rubro-negra esteve presente no MaracanãzinhoUanderson Fernandes / Agência O Dia

O Flamengo ainda não sabe quem enfrentará, mas sabe que terá o apoio de sua torcida. O Mundial será no Brasil. A parceria com a Nação já é vista como um trunfo do time. "Temos vantagem, são seis contra cinco", disse Marcelinho, colocando a torcida rubro-negra como um jogador. Marquinhos também ressaltou a importância da torcida e a qualidade do plantel do Fla.

"Nosso time completinho é difícil de ser batido aqui em casa. Com esta torcida incrível que é a do Flamengo, as coisas ficam mais difíceis para os adversários", declarou o camisa 11.