Jayme ignora reclamação vascaína: 'Sempre botam culpa em alguma coisa'

Treinador do Flamengo fez questão de enaltecer desempenho de todo seu elenco na conquista do Campeonato Carioca

Por O Dia

Rio - Jayme de Almeida já havia faturado, em 1974, um título de campeão carioca jogando pelo Flamengo. Neste domingo, o treinador conquistou o seu primeiro comandando o clube da Gávea. Sobre a polêmica do jogo, o técnico rubro-negro minimizou a reclamação do lado cruzmaltino.

>>> HOTSITE: Wallpaper, a campanha, a supremacia: o título estadual do Flamengo

"O Vasco joga muito assim, eles sempre botam a culpa em alguma coisa. Todo mundo já foi prejudicado. O árbitro estava totalmente tendencioso ao Vasco. Não gosto de falar sobre arbitragem, só tenho que comemorar o título", disse o treinador.

Depois das polêmicas, Jayme ainda fez questão de lembrar as conquistas da família 'de Almeida', com a cores do Flamengo.

Jayme comemora o seu primeiro título estadual pelo FlamengoCarlos Moraes / Agência O Dia

"Eu estou muito feliz em ser campeão, mais uma vez pelo Flamengo. Meu pai foi seis vezes campeão carioca e agora cheguei aos dois. A família 'de Almeida' tem história no clube", lembrou o treinador.

Ao falar sobre o campeonato de 1974, contra o mesmo Vasco, Jayme lembrou do seu primeiro título Estadual pelo Flamengo.

"Naquela época tinha 20 anos, foi o meu primeiro título no Flamengo, era um time bem novo, mas a gente foi campeão. Hoje foi mais emocionante, mas o pior de tudo é ficar fora. Em campo a gente ainda pode ajudar mais".

Jayme poderia ter sido um dos vilões em caso de derrota do Flamengo. A opção por colocar o zagueiro equatoriano Erazo em campo quase custou caro ao treinador.

"Se eu soubesse o que ia acontecer, eu não faria. Ele era o que eu tinha no banco. Eu talvez, se pudesse adivinhar, só falaria para ele não dar o carrinho, mas o colocaria mesmo assim", confirmou.

Mesmo saindo atrás no placar, o treinador fez questão de não jogar a toalha e aceitar a derrota no Maracanã.

"Botei o Gabriel e o Nixon porque eu ainda tinha esperança ainda, em momento algum eu desisti", disse.

Sobre a eliminação sofrida na quarta-feira, para o León-MEX, na Libertadores, Jayme ressaltou que o título do Carioca também deve ser comemorado, mesmo com o revés na competição sul-americana.

"Perder é sempre ruim, mas ser campeão é muito bom. A única maneira de tirar aquela derrota da nossas costas era ser campeão carioca. Eu tenho muito orgulho desses meninos. Campeonato Carioca vale, e vale muito", concluiu.