Por bernardo.argento

Rio - A crise do Flamengo fez nova vítima depois da derrota deste domingo para o Cruzeiro. Vice de futebol, Wallim Vasconcellos renunciou ao cargo. O presidente Eduardo Bandeira de Mello, que está de licença em Paris, vai acumular a função por enquanto.

Wallim Vasconcellos não é mais vice de futebol do FlamengoDivulgação

Primeira opção para ser presidente, Wallim era um dos pilares da Chapa Azul, grupo que comanda o clube desde 2013, mas estava sendo questionado desde o ano passado. O ex-vice de futebol bancava a permanência do ex-diretor Paulo Pelaipe, mas foi voto vencido na demissão e perdeu mais força ainda. Wallim garante que os resultados em campo não influenciaram sua decisão.

“O problema é o tempo para me dedicar ao Flamengo, que vem diminuindo. Saí pelo bem do clube, vou ajudar de alguma maneira. Os resultados estão muito longe do que gostaríamos, mas não são o motivo da minha decisão”, garantiu à Rádio Tupi.

O clima no vestiário também foi dos mais pesados, com muitas cobranças e palavras fortes por parte de Ney Franco e do novo diretor de futebol, Felipe Ximenes. Empenho e comprometimento foram exigidos dos jogadores.

Você pode gostar