André Santos supera trauma e mantém foco no Fla: 'Sair seria coisa de covarde'

Lateral-esquerdo garante que em nenhum momento pensou em abandonar o time e lembra que nunca foi rebaixado na carreira

Por O Dia

Santa Catarina - Após a goleada que o Flamengo sofreu por 4 a 0 para o Internacional, no último domingo, no Beira-Rio, André Santos apanhou da torcida rubro-negra, ainda no estádio, enquanto caminhava para uma van. Mesmo após o episódio, o lateral-esquerdo garantiu, em entrevista ao Sportv, que não pretende deixar a equipe carioca.

André Santos relata agressão de torcedores: 'Levei chutes e socos'

André Santos quer tirar o Flamengo da incômoda última posição no BrasileirãoMárcio Mercante

Fla repudia agressão de torcedores a André Santos: 'Atitude criminosa'

"Em nenhum momento pensei em sair, em nenhum momento pensei em abandonar. Porque isso é coisa de covarde, de homem que tem medo de enfrentar os problemas. Nenhum momento isso passou pela minha cabeça. Eu tenho atitude e quero voltar e tirar o clube dessa situação", disse o camisa 27, que está em Florianópolis, na casa dos pais, e não desembarcou com a delegação rubro-negra no Rio de Janeiro.

Por causa da irregularidade, André Santos tem sido um dos jogadores mais contestado pelos torcedores do Flamengo. O time está na lanterna do Campeonato Brasileiro, com apenas sete pontos conquistados em 11 jogos. O jogador de 31 anos lembrou os títulos conquistados na carreira, inclusive os com a camisa rubro-negra, para afirmar que, por sua experiência, quer tirar a equipe da última colocação do Brasileirão.

Vídeo: Flamengo desembarca no Rio sob protestos: 'Time sem-vergonha'

"Tenho uma carreira muito sólida, ganhei tudo que eu almejei na vida. Hoje eu estou com a cabeça mais fria. Em todos os clubes que eu passei, nunca fui rebaixado. Pelo contrário, sempre ganhei títulos. E no Flamengo já ganhei três, recentemente", finalizou.