Vídeo: Flamengo desembarca no Rio sob protestos: 'Time sem-vergonha'

Felipe e Ney Franco foram os principais alvos da ira da torcida

Por O Dia

Rio - A crise no Flamengo ganhou mais um capítulo nesta segunda-feira. Um dia após a goleada para o Internacional, o Rubro-Negro desembarcou no Rio, no Aeroporto do Galeão, sob protestos e clima tenso. Cerca de 20 torcedores foram cobrar elenco e comissão técnica. O treinador Ney Franco e Felipe foram os mais hostilizados. O capitão Léo Moura e o diretor de futebol Felipe Ximenes aceitaram conversar com representantes da torcida. Ninguém do clube falou com a imprensa.

GALERIA: As imagens do desembarque tenso do Fla após goleada para o Inter

Os torcedores receberam o Flamengo com gritos de "Time sem-vergonha" e "Quero de volta meu Flamengo vencedor". A segurança foi reforçada para o Flamengo desembarcar. Além de profissionais do clube, policiais do Gepe (Grupamento Especial de Policiamento em Estádios) estiveram no aeroporto.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

No domingo, André Santos foi agredido por torcedores. Ele se dirigia a uma van, quando foi interpelado e levou socos. O Flamengo se manifestou sobre o caso e condenou o que chamou de "atitude criminosa".

LEIA MAIS: Fla repudia agressão de torcedores a André Santos: 'Atitude criminosa'

O Flamengo se reapresenta nesta terça-feira, às 9h. O clube amarga a lanterna do Brasileiro e está há oito jogos sem vencer. O técnico Ney Franco está pressionado no cargo.