Por fabio.klotz

Santa Catarina - Os dez dias de trabalho desde a chegada de Vanderlei Luxemburgo foram de águas calmas no Flamengo, mas essa aparente tranquilidade depende de bons resultados para ser mantida. Depois da vitória no clássico com o Botafogo, o treinador teve uma semana para dar nova cara à equipe, que terá uma grande oportunidade de comprovar o novo momento no Brasileiro no jogo deste domingo, às 16h, contra a Chapecoense, na Arena Condá. Se mostrar a evolução esperada e conseguir um bom resultado fora de casa, o Rubro-Negro sairá da incômoda zona de rebaixamento.

Luxemburgo mudou o clima do FlamengoAndré Mourão

“É uma possibilidade de sairmos dessa situação. O confronto direto com as equipes que estão na parte de baixo da tabela é importante. É um jogo decisivo, mas não decide o campeonato”, analisou Vanderlei.

LEIA MAIS: Luxemburgo reforça desejo de ser presidente do Flamengo no futuro

A um ponto da Chapecoense, o Flamengo só sai da zona de rebaixamento se vencer. Em compensação, uma derrota pode colocá-lo de volta na lanterna, em caso de vitórias de Bahia e Figueirense. Ou seja, mais um confronto direto para o Rubro-Negro, que tem desempenho razoável contra clubes da parte de baixo da tabela: duas vitórias (Palmeiras e Botafogo) e dois empates (Bahia e Figueirense).

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

Se a confiança está em alta para conseguir a segunda vitória seguida, o que ainda não aconteceu na competição, Vanderlei sabe que o time precisa evoluir em relação ao clássico e aposta na semana de trabalho.

VEJA MAIS: Confira a tabela e classificação do Campeonato Brasileiro

“A primeira semana foi muito boa, consegui, com a diretoria, criar um clima bom. O time teve boa participação, mas não fez um grande jogo na parte técnica. Estamos colocando nossa maneira de trabalhar e temos mais duas semanas cheias para a fase decisiva da competição”, disse.

Você pode gostar