Luxemburgo afasta oba-oba no Flamengo e avisa: 'Não muda nada'

Técnico ainda não sabe quando Eduardo da Silva aguentará os 90 minutos: 'Tem de deixar as coisas acontecerem'

Por O Dia

Santa Catarina - A sequência de quatro vitórias consecutivas no Brasileiro não faz Luxemburgo mudar o foco e o discurso no Flamengo. Após bater o Criciúma, neste domingo, no Heriberto Hülse, o técnico tratou de afastar o oba-oba e avisou: a meta rubro-negra ainda é fugir da confusão do Campeonato Brasileiro. O time abriu cinco pontos de vantagem sobre a zona da degola.

LEIA MAIS: Flamengo bate o Criciúma e engata a quarta vitória seguida no Brasileiro

"Avançamos, mas não terminou. Não muda nada. Se terminasse hoje, estaria feliz e dando cambalhota porque o Flamengo não caiu. Se levarmos pancada na frente, vem tudo de novo. Pressão. Temos de ficar contentes, mas termos seriedade. Ainda tem uma distância grande até o fim da competição. Depois, em um espaço de nove jogos teremos seis ou sete clássicos. Mais a Copa do Brasil. É complicado. Ninguém suporta a pressão em um campeonato difícil desse. Não há técnico que resista. É preciso sensibilidade, o campeonato é equilibrado demais", analisou Luxemburgo.

LEIA MAIS: Eduardo da Silva avisa: 'A única estrela é o clube com apoio da torcida'

Mais uma vez, Luxa contou com a estrela e talento de Eduardo da Silva. O técnico lançou o atacante no segundo tempo e não se arrependeu. Ele participou no pênalti sofrido por Mugni e fez o segundo gol na vitória sobre o Criciúma. Luxemburgo ainda não sabe quando Eduardo poderá atuar por 90 minutos.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

"Não sei. Se soubesse eu falaria. Tem de deixar as coisas acontecerem. Respeito a imprensa, tem de perguntar mesmo. Mas estou fazendo o que tem de ser feito. E vocês querem que eu coloque o cara para jogar. O Flamengo está tirando proveito dele com inteligência. Se começar jogando, talvez o rendimento não seja o mesmo. Mas todos dizem que tenho de colocar porque fez três gols. Fora do Brasil se contrata jogador para entrar dentro do jogo. Aqui que temos essa pressa. Não é da forma que vocês pensam. É preciso uma análise coerente e equilibrada. O Eduardo pode se lesionar amanhã, mas estamos fazendo tudo para que ele entre em forma sem atropelar", declarou.