Papai Luiz Antonio na direção certa

Orgulhoso com nascimento do filho, volante quer esquecer as derrapadas do passado recente

Por O Dia

Rio - O papai Luiz Antonio esquece os retrovisores e olha para o horizonte. Após derrapar nas curvas da vida, com o processo sobre uma suposta doação de um carro a um miliciano, e desviar de mais uma lesão no ombro, o jogador retoma a direção certa. A chegada do pequeno Antonio, fruto do casamento com Clara Oliveira, serve de farol para iluminar o caminho do volante daqui para frente. O menino nasceu nesta segunda-feira à tarde, no Hospital Pasteur, com 50 cm e 3,205 kg.

Luiz Antonio com a esposa Clara e o filho AntonioDivulgação

“O passado já passou, a vinda do meu filho vai dar um "up". Fiquei feliz, vim treinar sorridente, graças a Deus nasceu com muita saúde. Com a vinda dele vai dar uma ajeitada maior e muita luz para poder dar uma alavancada na carreira novamente”, disse o jogador, que já prevê um cavalo de pau na sua vida:

“Não estou sabendo o que é ser pai, ainda não peguei ele no colo, tive que vir correndo. É uma responsabilidade, um amadurecimento, tem que pensar muitas coisas antes de fazer, ver que ele é uma pessoa que tem um futuro muito grande. Tenho que ter a vida organizadinha.”

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

Agora, Luiz Antonio quer fazer um gol para homenagear o herdeiro. Desde que soube da gravidez da mulher, ele só balançou a rede uma vez, contra a Cabofriense, mas não fez qualquer alusão ao bebê. Agora, espera que a felicidade da paternidade lhe sirva de combustível: “Estou devendo. Prometi fazer antes de nascer, não consegui, vamos ver se sai agora.”

Nesta segunda-feira, Luiz Antonio chegou uma hora depois do horário para acompanhar o parto. Mas não deixou de trabalhar. Enquanto corria em volta do gramado, recebia os parabéns dos companheiros e retribuía com sorrisos. Depois, foi de carro, no banco de trás, com o pai e o irmão mais novo, de volta ao hospital, de onde sua mulher só sairá na quinta-feira. Nesta terça-feira, feliz, mas com o coração apertado, viaja para São Paulo, para enfrentar o Palmeiras nesta quarta-feira.

"Ele vai ficar com a minha mulher e a minha família. Quando eu voltar, vou poder curtir muito", concluiu.