Flamengo reclama da arbitragem, mas admite 'bobeira' contra o São Paulo

'Deixamos dois pontos pelo que fizemos hoje', diz Léo Moura

Por O Dia

São Paulo - O Flamengo ficou na bronca com a arbitragem de André Luiz de Freitas Castro, mas admite que tem "parcela de culpa" no empate com o São Paulo, nesta quarta-feira, no Morumbi. O Rubro-Negro sofreu gol aos 44 minutos do segundo tempo. A reclamação com juiz é pelos dois pênaltis a favor dos paulistas. O primeiro, no mínimo, polêmico. O segundo foi marcado erradamente.

"Deixamos dois pontos pelo que fizemos hoje. Foram dois pênaltis que não existiram. Toda vez a gente corre, luta e é prejudicado", disse Léo Moura.

Autor do segundo gol rubro-negro, Alecsandro também reclamou da arbitragem. Além dos pênaltis, ele se queixou do cartão amarelo, o terceiro da série: ele está suspenso.

"Os árbitros erram, erram e não podemos falar nada com eles. Não é só ele que apita. Tem os assistentes. A gente apanha e tem de ficar quieto. Os dois pênaltis não foram. Tomei o terceiro cartão amarelo só porque queria acelerar o jogo que a gente queria ganhar. Prejudica. Temos de pegar pênalti e eu estou fora do jogo contra o Bahia", esbravejou.

Márcio Araújo lamentou o vacilo rubro-negro: "Conseguimos virar e demos uma bobeada. Paciência. O Flamengo jogou contra uma equipe de qualidade e deu muito trabalho a eles. Faltou caprichar um pouquinho mais para ficar com a vitória."

Chicão, que entrou no lugar de Samir no segundo tempo, engrossou o coro: "Uma bobeira nos desconcentrou. A bola desviou e sobrou para o Luis Fabiano, que fez o gol", disse.