Polêmicas, virada e vacilo: Flamengo cede empate para o São Paulo

Rubro-Negro estaciona no meio da tabela do Brasileiro

Por O Dia

São Paulo - O Flamengo chegou a sentir o gostinho da vitória, mas vacilou e cedeu o empate. Pelo terceiro jogo consecutivo, o Rubro-Negro ficou em vantagem no placar, mas pela terceira vez seguida não segurou o resultado. Nesta quarta-feira, virou sobre o São Paulo, mas levou o empate três minutos depois: 2 a 2, no Morumbi. Pela circunstância, o resultado tem sabor amargo para o clube carioca.

Everton marcou e novamente foi um dos melhores do Flamengo em campoAle Cabral

Assim como nos jogos contra o Palmeiras e Fluminense, o Flamengo vê a vitória escapar e desperdiça nova chance de se distanciar da "confusão". Não faltou emoção. E também teve polêmica no duelo com o São Paulo. O clube paulista teve dois pênaltis a favor. O primeiro em lance polêmico. O segundo devido a um erro da arbitragem.

Ao mesmo tempo em que mostrou força para virar sobre o São Paulo, o Flamengo mostrou a deficiência de não segurar o resultado. Agora, tem 31 pontos e se mantém estacionado no meio da tabela - está na 10ª colocação. O Tricolor, com 43 pontos, é ultrapassado pelo Internacional e cai para a terceira colocação.

Na próxima rodada, neste domingo, às 16h, o Flamengo encara o Bahia na Arena Fonte Nova. O São Paulo entra em campo no sábado, às 21h, e recebe o Fluminense no Maracanã.

O jogo

Com maior posse de bola, chegou aos 70% na primeira etapa, o São Paulo encurralou o Flamengo. O Rubro-Negro, recuado, limitava-se a defender. O Tricolor, com paciência, buscou o momento exato para furar a retranca rival. Após troca de passes, Alexandre Pato foi lançado na área. A arbitragem viu um toque de Márcio Araújo no atacante. O juiz André Luiz demorou a marcar: lance duvidoso e polêmico. Rogério Ceni, que voltou ao time, bateu no canto e abriu o placar: 1 a 0.

O Flamengo passou a sair mais para o jogo e apostava nas jogadas pela esquerda. João Paulo cruzou com força. Alecsandro raspou de cabeça, mas não conseguiu concluir. O São Paulo ameaçou novamente após troca de passes. Paulo Victor abafou e evitou conclusão de Alan Kardec. A resposta rubro-negra foi fatal. Gabriel, titular no lugar do lesionado Eduardo da Silva, foi lançado pela esquerda, invadiu a área e chutou de esquerda. Rogério Ceni deu rebote e viu Everton mandar para o fundo da rede: 1 a 1. No fim do primeiro tempo, Ceni se enrolou mais uma vez, mas Márcio Araújo não aproveitou.

A arbitragem "apareceu" logo no primeiro minuto da etapa final. Samir, titular na vaga de Chicão, perdeu o tempo de bola, que resvalou no braço do zagueiro. O lance aconteceu fora da área. O juiz deu pênalti. Rogério Ceni, desta vez, parou em Paulo Victor. Na reposição, Everton avançou pela esquerda e chutou, mas a bola foi para fora. Ceni ainda voltava para a meta.

O técnico Vanderlei Luxemburgo foi obrigado a fazer a primeira mudança. Samir sentiu a coxa direita e deu lugar a Chicão. O São Paulo assustou. Paulo Victor espalmou para frente. Pato pegou de primeira, mas viu Cáceres se jogar para salvar. Foi o último lance do atacante. Muricy Ramalho colocou Luis Fabiano. O Fla conseguia pressionar, mas errava o último passe, principalmente o cruzamento. O Rubro-Negro ficou em vantagem numérica. Michel Bastos deu carrinho em Everton e acertou o tornozelo direito do atleta. Recebeu o cartão vermelho.

Luxa partiu para o ataque. O técnico colocou Arthur no lugar de Cáceres. O Fla dominava e chegou à virada. Após escanteio cobrado por Canteros, Alecsandro ganhou pelo alto e desviou para o fundo da rede: 2 a 1. Mas o castigo não demorou. A zaga cochilou e permitiu Luis Fabiano dominar a bola e bater no canto de Paulo Victor, empatando o jogo, aos 44 minutos da etapa final.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 2X2 FLAMENGO

Estádio: Morumbi
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro
Gols: Rogério Ceni (São Paulo, aos 17' do 1ºT), Everton (Flamengo, aos 35' do 1ºT), Alecsandro (Flamengo, aos 41' do 2ºT) e Luis Fabiano (São Paulo, aos 44' do 2ºT)
Cartão amarelo: Cáceres, João Paulo e Alecsandro (Flamengo) e Ganso (São Paulo)
Cartão vermelho: Michel Bastos (São Paulo)

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Auro, Antônio Carlos, Edson Silva e Michel Bastos; Denilson, Souza, Ganso (Osvaldo, aos 40' do 2ºT) e Kaká; Alexandre Pato (Luis Fabiano, aos 23' do 2ºT) e Alan Kardec (Reinaldo, aos 30' do 2ºT); Técnico: Muricy Ramalho.

FLAMENGO: Paulo Victor; Léo Moura, Wallace, Samir (Chicão, aos 16' do 2ºT) e João Paulo; Cáceres (Arthur, aos 36' do 2ºT), Márcio Araújo, Canteros, Everton (Luiz Antonio, aos 30' do 2ºT) e Gabriel; Alecsandro; Técnico: Vanderlei Luxemburgo.