Luxa projeta duelo com Galo e avisa: 'A Copa do Brasil se apresentou para nós'

De olho no Atlético-MG, técnico usa exemplo do Corinthians

Por O Dia

Rio - Vanderlei Luxemburgo não cansa de bater na tecla de que o objetivo do Flamengo é sair da confusão do Campeonato Brasileiro. O discurso não mudou, mas a "Copa do Brasil se apresentou", palavras do técnico. É com este pensamento que Luxa prepara o Rubro-Negro para o duelo com o Atlético-MG, pela semifinal do torneio.

Vanderlei Luxemburgo destaca o papel da torcida do FlamengoMárcio Mercante

"A Copa do Brasil se apresentou para nós e vamos jogar para ganhar", avisou Luxemburgo. O primeiro duelo com o Galo é nesta quarta-feira, às 22h, no Maracanã. Atento, o técnico do Flamengo usa o exemplo do Corinthians para lembrar que a partida de ida pode "enganar".

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

"O Corinthians fez 2 a 0, saiu com vantagem, mas tomou quatro gols. É coisa de futebol. O que for acontecer em casa não define nada", declarou. O técnico também falou sobre o relacionamento com a torcida, Elton e de Anderson Pico, entre outros assuntos.

Confira a coletiva do técnico do Flamengo

Ansiedade aos jogos

O grupo está treinando fortemente, hoje (segunda-feira) foi bem forte. Diminuímos o volume de treinamento e demos intensidade boa, mas não muito forte, visando às fibras rápidas. Acho que funcionou bem e colocamos os jogadores que estão melhor fisicamente preparados para Atlético-MG e outros jogos. Quem joga no Flamengo está acostumado a jogos decisivos.

Elton e Alecsandro

O Elton é diferente do Alecsandro. O Alecsandro sabe jogar pelos lados e se movimenta mais. O Elton é mais fixo, joga numa parte menor do campo. Mas posso fazer outras situações.

Luxa e torcida

Existe, sim, uma empatia. Eu mandei uma mensagem direta para o torcedor. Naquele momento tínhamos sete pontos e éramos o último colocado. Achei que a parte fundamental é a parte externa da torcida. O torcedor entendeu e ajudou bastante a gente a sair da confusão. Mas não acabou. Todos estão achando, mas o Flamengo matematicamente vai sair da confusão. Nesses sete jogos que faltam vamos contar com a torcida. Ela tem tido paciência de aceitar o time da forma como ele é. Foi importante entender a nossa equipe.

Luxa avisa%3A 'O que acontecer em casa não define nada'Márcio Mercante

Atlético-MG

No futebol, a gente só vê erros. Nós treinamos, mas às vezes não conseguimos. Vamos jogar contra uma equipe de qualidade. É um jogo de 180 minutos que está aberto. Todo primeiro jogo é muito bom se sair intacto. Se sofrer um resultado ruim, jogando em casa, fica com uma obrigação maior fora de casa. Temos que jogar o jogo. O Corinthians fez 2 a 0, saiu com vantagem, mas tomou quatro gols. É coisa de futebol. O que for acontecer em casa não define nada. Em casa, o Flamengo terá de se expor um pouco mais.

Atmosfera do jogo

Flamengo é do céu ao inferno em 90 minutos. No Brasil é tudo muito momentâneo e se esquece de outras coisas. A meta era sair da confusão do Brasileirão. A Copa do Brasil se apresentou para nós e vamos jogar para ganhar. Mas podemos perder também. Eu tenho que chegar aqui e passar esse equilíbrio. A temporada foi mal projetada, tanto que é que estamos nessa confusão aqui.

Anderson Pico

Eu o conheci no Grêmio. O Roger falou para mim que ele era um jogador que surgiu pós-Roger e começou bem, mas teve queda. Pedi para a diretoria pagar as contas dele, zeramos. Demos a ele a condição de jogar, mas aí ele engordou. Mas ele tem muito talento e pediu para jogar no Flamengo. Pedido muito sincero, de tudo aquilo que eu tinha feito por ele. Fiz ele vir pra cá, mas pedi para ele emagrecer. Ele emagreceu 14 kg, mas vai sempre parecer que está acima do peso. Mas isso é do biotipo dele. Ele precisa emagrecer uns 4kg. Ele vai sempre parecer uma tartaruga-ninja, mas é muito bom jogador.

Canteros e Dátolo

Dátolo teve resistência lá no Inter. No Atlético-MG, está muito bem posicionado, até como segundo volante às vezes. O Canteros aqui se encontrou. Coloco até como terceiro no meio. Ele dá uma pensada, toca no estilo argentino. São dois jogadores importantes nas equipes.

* Colaborou Rodrigo Hang