Por pedro.logato

Rio - Maior torcida do Brasil com cerca de 40 milhões de apaixonados, o Flamengo sofre quando o assunto é sócio-torcedor. Atualmente, o clube tem 58.396 (até o fechamento desta matéria) e, quando impulsionado pelo título da Copa do Brasil de 2013, a equipe da Gávea chegou a 59.020 associados do programa Nação Rubro-Negra, em dezembro. Porém, a má campanha na Libertadores e no Brasileiro fez com que o número diminuísse em 2014, mesmo com o lançamento de um plano popular que custa R$ 29,90.

Flamengo espera vencer competição nacionalErnesto Carriço

Até abril, o clube conseguiu aumentar este número e chegou a ter 64.019 em abril, seis meses após o título da Copa do Brasil, justamente o período de carência do plano, já que a assinatura é semestral ou anual. A queda aconteceu até agosto e o clube perdeu mais de 10 mil sócio-torcedores até registrar um novo aumento em agosto provocado pela boa fase do time de Luxemburgo.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

Atualmente são 58.396 associados e a quinta posição entre os clubes brasileiros, muito longe da dupla Gre-Nal que lidera o ranking. O Internacional tem 125.505 e o Grêmio 79.679, seguidos por Cruzeiro e Corinthians.

No ano de 2014 quem mais cresceu foi o Corinthians que conseguiu 20.376, seguido do líder do Brasileirão, Cruzeiro, 17.708. O Palmeiras, impulsionado pela reinauguração de seu estádio tem 16.639 novos sócios, seguidos do Internacional que este ano aumentou 14.250.

O número representa apenas cerca de 0,14% da torcida rubro-negra. A meta no início do ano era chegar a 80 mil sócio-torcedores, com uma arrecadação de R$ 45 milhões, números bem distantes do atual, mas que em caso de título da Copa do Brasil podem ser mais facilmente alcançados.

Você pode gostar