Por fabio.klotz
Nixon pode ser uma das apostas de Luxemburgo para garantir a vaga na final da Copa do BrasilCarlos Moraes

Rio - O Flamengo sabe que, além de encarar um time qualificado como o do Atlético-MG, tem pela frente o temido retrospecto recente do rival em mata-matas. O Galo fez história na Libertadores do ano passado com classificações marcantes e reviveu a mística nas quartas de final da Copa do Brasil, quando eliminou o Corinthians após perder o jogo de ida por 2 a 0, justamente a vantagem rubro-negra. Cotado para jogar nesta quarta-feira, às 22h, no Mineirão, Nixon dá a receita para o Fla.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fla

"Vimos o que aconteceu em relação à Libertadores e tudo mais. Não podemos trazer essa pressão para nós. Entendemos que é um jogo difícil, que também depende da maneira com a qual vamos nos portar em campo. Se nos portarmos sem contar esse fator deles, poderemos sair com um grande resultado", declarou o atacante.

O técnico Vanderlei Luxemburgo fez mistério e não adiantou a escalação do Flamengo. A expectativa está quanto à utilização de Everton e Gabriel. Eles estão relacionados, mas não estão confirmados no time. A dupla se recupera de problemas musculares. Outro ponto de interrogação é na zaga. Wallace está à disposição e pode retomar o posto de titular. Samir e Chicão iniciaram o jogo de ida contra o Galo.

Após vencer o jogo de ida, no Maracanã, por 2 a 0, o Flamengo pode até perder por um gol de diferença que avança para a final da Copa do Brasil.

Você pode gostar