Por jessica.rocha

Rio - Com a ressaca da eliminação na Copa do Brasil para o Atlético-MG na última quarta, o Flamengo retornou ao Rio de Janeiro nesta quinta-feira. Apesar do desembarque no Aeroporto Santos Dumont ter sido tranquilo, o clima não era de festa. Não houve nenhum incidente, mas a segurança havia sido reforçada no local.

Flamengo chegou ao Rio de Janeiro nesta quinta-feiraMárcio Mercante

Em Minas, o Rubro-Negro não soube aproveitar a vantagem do jogo de ida no Maraca por 2 a 0 e cedeu o placar de 4 a 1, que deu a vaga na final da Copa do Brasil para o Galo. Após o resultado, a equipe equipe carioca foi recepcionada no Rio sem muitos sorrisos. Cerca de 20 torcedores estiveram presentes no aeroporto e se dividiram entre aplausos e protestos.

Principal alvo no desembarque, Mattheus foi o mais hostilizado pelos que estavam presentes. O jovem entrou no segundo tempo da partida no lugar de Everton e pouco produziu.

Abalado com a eliminação do Flamengo, o zagueiro Wallace lamentou e afirmou que agora o foco está no jogo contra o Sport, neste domingo, às 17h, na Arena Pernambuco, pelo Brasileiro.

"Deixamos a desejar. A conclusão é que nos acovardamos. Estávamos com o resultado nas mãos. A gente sentiu o segundo gol, depois no segundo tempo veio mais. Cada um tem que assumir a sua culpa, deixamos de fazer, marcar história no campeonato e ir além da Copa do Brasil", desabafou o zagueiro. 

O Flamengo agora precisa apenas de mais uma vitória no Brasileirão para garantir de vez sua permanência na Série A. Sabendo que não pode se abalar com a eliminação, a equipe vai até Recife no domingo em busca dos três pontos para enfim respirar na competição.

"Temos que manter o que vínhamos fazendo até ontem, seguir o mesmo padrão de antes. Agora é somar os 46 pontos e ver o que o campeonato ainda tem pra gente", finalizou.

Com 43 pontos, o Rubro-Negro ocupa a 10° na tabela do Campeonato Brasileiro. O time precisa dos 46 para garantir de vez a vaga na Série A 2015.


Reportagem de Jéssica Rocha

Você pode gostar