Herói, Benite brilha no fim e dá vitória ao Flamengo no clássico com o Brasília

Ala-armador rouba a bola e decide no último segundo do jogo

Por O Dia

Vitor Benite foi o herói da vitória do FlamengoDivulgação

Rio - O principal clássico do basquete brasileiro foi recheado de emoção e decidido nos últimos segundos. Com uma cesta de Vitor Benite, o Flamengo derrotou o Brasília por 76 a 74, nesta terça-feira, no Tijuca. O Rubro-Negro emplacou a quarta vitória consecutiva no Novo Basquete Brasil (NBB) e agora tem uma campanha de sete triunfos em nove jogos. O time candango, por sua vez, amargou a quarta derrota seguida e sofre com retrospecto de duas vitórias em dez jogos.

Herói do jogo, Vitor Benite anotou dez pontos. O principal cestinha rubro-negro, com 17 pontos, foi o ala Marcelinho Machado. Meyinsse contribuiu com 14 pontos. O pivô Felício pegou 10 rebotes.

Velho conhecido do Flamengo, foi campeão do primeiro NBB com o clube, o armador Fred bem que tentou estragar a festa do ex-clube. O armador anotou 17 pontos, dois a mais do que os pivôs Cipolini e Ronald.

O jogo teve jeito de tira-teima na rivalidade entre os clubes que já protagonizaram a final do NBB em duas oportunidades (cada um venceu uma decisão). Flamengo e Brasília entraram em quadra empatados no retrospecto no torneio, com 11 vitórias para cada lado. Agora, o Rubro-Negro leva vantagem.

O Flamengo volta à quadra nesta quinta-feira, às 18h, e encara o Basquete Cearense. A partida será disputada em Macaé. O Brasília joga no mesmo dia, às 20h15, e encara o Macaé na casa do rival, em rodada dupla no norte fluminense.

O JOGO

O Flamengo começou o jogo amassando o aro. O Brasília se aproveitou e fez uma corrida de 7 a 0, com destaque para o armador Fred, que já defendeu o Rubro-Negro. O Fla demorou três minutos para fazer a primeira cesta. O time candango era superior e colocou dez pontos de frente. Marcelinho acertou a pontaria (fez sete pontos) e ajudou o atual bicampeão do NBB a diminuir a diferença para dois pontos (21 a 19).

Marquinhos vibra%3A ala anotou 12 pontosDivulgação

O segundo quarto foi recheado de erros e baixo aproveitamento das duas equipes. Neste panorama, o Flamengo, levemente superior ao rival, conseguiu virar o placar, com destaque para Felício, que saiu do banco para ajudar o time. O Rubro-Negro foi para o intervalo vencendo por três pontos (38 a 35).

O Flamengo começou com tudo o terceiro quarto. Com uma corrida de 10 a 3 e aproveitando os rebotes ofensivos, os donos da casa abriram dez pontos de frente (48 a 38) e obrigaram o técnico José Carlos Vidal a pedir tempo. A parada fez ao time candango, que emplacou uma sequência de 9 a 0 (destaque para Ronald e Cipolini) e obrigou José Neto a parar o jogo. O Rubro-Negro se acertou em quadra e, explorando o garrafão com Meyinsse, colocou seis pontos de frente no fim do terceiro quarto (58 a 52).

O Brasília reagiu no último quarto e empatou o jogo. O Flamengo conseguiu voltar ao comando do placar. Porém, novamente viu o time candango igualar o marcador. O duelo ganhou em emoção na reta final. Os erros "aparecem" de novo. E surgiu um herói: Vitor Benite. A seis para o fim do duelo, o ala-armador roubou a bola e fez a cesta da vitória: 76 a 74.