Flamengo bate o São Paulo em Manaus e fatura o título do Torneio Super Series

Após vencer o Vasco, Rubro-Negro conquista mais um triunfo e começa 2015 com a esperança de um ano vitorioso

Por O Dia

Manaus - O Flamengo começa 2015 com um título. É de um torneio de verão, o Super Series, é verdade. Mas dá ânimo para um ano melhor após sofrer em 2014 com a confusão, termo criado por Vanderlei Luxemburgo para definir a meta de escapar do rebaixamento. Neste domingo, o Rubro-Negro bateu o São Paulo por 1 a 0, na Arena da Amazônia, e faturou a competição. Na quarta, o Fla bateu o rival Vasco.

Festa rubro-negra na Arena da AmazôniaGilvan de Souza / FlaImagem

A versão 2015 do Flamengo ainda precisa de ajustes, claro. A velocidade será aliada e uma arma, mas falta criatividade e poder de fogo. Arthur Maia surge como opção para ser o responsável por alimentar os atacantes. O cartão de visitas foi positivo. O meia está em alta com Luxa. Outra aposta do técnico é Marcelo Cirino. O atacante, porém, atuando mais centralizado, ainda está se adaptando. Ele teve uma atuação discreta novamente.

FOTOGALERIA: As imagens da vitória do Flamengo sobre o São Paulo

O Flamengo terá mais uma semana de preparação para a estreia no Carioca no sábado, contra o Macaé, às 19h30, no Moacyrzão.

O jogo

Luxemburgo repetiu a escalação titular pelo segundo jogo seguido, com Arthur Maia responsável pela criação e com Marcelo Cirino mais centralizado. A primeira chance do duelo foi do Flamengo. Arthur Maia cobrou falta e obrigou Rogério Ceni a espalmar. Após rebote, Cáceres cruzou. Marcelo Cirino surgiu livre, mas completou para fora. O São Paulo assustou com um chute de fora da área de Reinaldo. A bola foi para fora. Depois, Arthur Maia passou por dois marcadores e ficou cara a cara com Ceni. A finalização, porém, foi praticamente um recuo para o goleiro são-paulino.

Samir surgiu na frente e escorou cruzamento de Luiz AntonioGilvan de Souza / FlaImagem

O jogo ficou amarrado. As duas equipes encontravam dificuldade no setor de criação. Na reta final do primeiro tempo, o São Paulo conseguiu encaixar um contra-ataque. Thiago Mendes foi lançado e ficou cara a cara com Paulo Victor, mas Samir conseguiu atrapalhar o volante tricolor, que perdeu o lance.

LEIA MAIS: Autor do gol do título, Samir adota tom otimista: 'O Fla dará só alegria'

No segundo tempo, o Fla assustou com Wallace. Após cobrança de escanteio, ele ganhou pelo alto e desviou com perigo. Aos 15, Luxa fez três alterações. Entraram Pará, Márcio Araújo e Alecsandro. Saíram Léo Moura, Cáceres e Nixon, a exemplo do que aconteceu no clássico com o Vasco. Depois, Mugni entrou na vaga de Arthur Maia. Luxa fez outra alteração: Luiz Antonio na vaga de Everton. No primeiro lance dele, o volante recebeu na entrada da área e chutou. Ceni espalmou.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

A última substituição do Flamengo foi a entrada de Thallyson no lugar de Pico. O gol rubro-negro finalmente saiu. Luiz Antonio caiu pela direita, passou pela marcação e cruzou para Samir - estava no ataque em função de um escanteio - escorar para o fundo da rede. O Fla teve duas chances para aumentar o placar, mas Canteros vacilou nas duas oportunidades. Quase custou caro. Pato, que entrou no decorrer do segundo tempo, chutou com perigo, para fora.

Samir foi o herói da conquista do FlamengoGilvan de Souza / FlaImagem

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 1X0 SÃO PAULO

Estádio: Arena da Amazônia
Árbitro: Antônio Carlos Pequeno Frutuoso
Gol: Samir (Flamengo, aos 32' do 2ºT)
Cartão amarelo: Canteros, Anderson Pico, Márcio Araújo e Luiz Antonio (Flamengo)
Cartão vermelho: -

FLAMENGO: Paulo Victor; Léo Moura (Pará, aos 15' do 2ºT), Samir, Wallace e Anderson Pico (Thallyson, aos 32' do 2ºT); Cáceres (Márcio Araújo, aos 15' do 2ºT), Canteros e Arthur Maia (Mugni, aos 19' do 2ºT); Everton (Luiz Antonio, aos 27' do 2ºT), Nixon (Alecsandro, aos 15' do 2ºT) e Marcelo Cirino; Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Bruno (Hudson, aos 14' do 2ºT), Lucão, Edson Silva e Reinaldo (Carlinhos, no intervalo); Souza (Denilson, no intervalo), Thiago Mendes, Maicon, Michel Bastos (Cafu, aos 32' do 2ºT) e Ganso (Alexandro Pato, aos 15' do 2ºT); Luis Fabiano (Alan Kardec, no intervalo); Técnico: Milton Cruz.