Por fabio.klotz

Rio - Principal contratação do Flamengo até o momento, o atacante Marcelo Cirino vem desempenhando uma nova função na carreira, a de jogar mais centralizado. Para o técnico Vanderlei Luxemburgo, Cirino tem tudo para deslanchar na posição, mas a adaptação leva tempo.

Luxa defende nova função de Marcelo Cirino no FlamengoDivulgação

"Quando coloquei o Rincón de meia-esquerda todo mundo me deu muita pancada também. É uma discussão que vou ter com os comentaristas do que é certo ou errado. Vou manter o Marcelo ali pelo potencial que vi no Atlético-PR, o arranque de dez metros... Tenho de aproximá-lo do gol. Isso não é da noite para o dia, vai levar tempo. Atacante tem de gostar de gol. Quero que o Marcelo chegue como está chegando. A coisa vai acontecer, não tenho dúvidas", declarou Luxa.

LEIA MAIS: Fla vai para a estreia no Carioca com o que tem de melhor à disposição

No Atlético-PR, Marcelo Cirino jogava mais pela ponta. Com Luxa, ele tem liberdade para se movimentar e cair pelo flanco, mas também precisa atuar como referência, centralizado no ataque. Cirino ainda não desencantou e passou em branco nos três amistosos que o Flamengo disputou na pré-temporada.

LEIA MAIS: De olho no mercado da bola, Flamengo ainda busca mais dois reforços

Além de reforçar a confiança em Marcelo Cirino na nova função, Luxa abordou a formação do time. Ele se baseou numa tendência mundial.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

"Tenho trabalhado em função da característica da equipe. Nosso ataque é mais veloz hoje e nosso time ocupa mais os espaços dentro de campo. A tendência do futebol mundial é ter uma linha de 4 mais forte, então estou me preparando para essa situação também. Queremos um equilíbrio", analisou.

Você pode gostar