Por fabio.klotz

Rio - A invasão de torcedores do Flamengo ao vestiário do Macaé, na primeira rodada do Carioca, ainda repercute. Nesta sexta-feira, o técnico Vanderlei Luxemburgo abordou o assunto e cobrou apuração do caso.

Vanderlei Luxemburgo não quer que o caso fique apenas na 'denúncia'Uanderson Fernandes

"A única coisa é que tem de ser apurado. O futebol é assim: tem denúncias e denúncias, mas não apuram nada. O culpado tem de ser responsabilizado. Se for o Flamengo, tem de ser responsabilizado. Se for o Macaé ou a Polícia Militar, a mesma coisa. O que não pode é deixar de apurar. Na verdade a polícia não pode pagar... A federação... O responsável tem de pagar, seja quem for, e tem de ser apurado", declarou Luxa.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

O Flamengo, inclusive, pode ser punido. O caso está no Tribunal de Justiça Desportiva do Rio. O Rubro-Negro pode levar uma multa de até R$ 100 mil e perder até dez mandos de campo no Carioca.

Relembre o caso

Antes de a bola rolar para Macaé e Flamengo, pela primeira rodada do Campeonato Carioca, torcedores do Rubro-Negro invadiram o estádio e chegaram até ao vestiário do time da casa. O goleiro Ricardo Berna foi agredido na confusão.

Você pode gostar