Márcio Araújo dá qualidade à saída de bola e ganha moral com Luxemburgo

Volante é elogiado após atuação e vitória sobre o Resende

Por O Dia

Rio - Herói do título carioca de 2014, com um gol sobre o Vasco, Márcio Araújo começou em baixa 2015 e já virou o jogo. Com as contratações, o volante foi parar na reserva, mas justamente a nova filosofia de jogo do Flamengo o ajudou a retornar à equipe titular, em uma função diferente.

Antes atuando aberto pelo lado direito, Márcio Araújo foi preterido por Marcelo Cirino, com mais qualidade, mas achou um espaço como primeiro volante, no lugar de Cáceres, em testes feitos por Vanderlei Luxemburgo. Por opção do treinador para deixar o time mais solto, o volante substituiu o paraguaio contra Vasco e São Paulo, pelo torneio amistoso em Manaus, além da estreia no Carioca contra o Macaé. E assumiu a vaga contra o Barra Mansa e Resende.

Márcio Araújo foi titular nos últimos jogosUanderson Fernandes / Agência O Dia

“Vanderlei me pede para chegar mais na frente e dividir com Canteros a responsabilidade, nada que Cáceres não possa fazer. Foi apenas uma escolha e aproveitei o momento para entrar bem”, afirmou o volante.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

Sem ficar preso apenas à marcação, Márcio Araújo tenta seguir a evolução do futebol mundial, que obrigou os volantes a melhorar a qualidade do passe e a sair jogando, sem se preocuparem apenas em desarmar.

LEIA MAIS: Notícias, resultados e bastidores do Campeonato Carioca

“As grandes equipes têm jogado assim, elas vêm conquistando títulos com grandes apresentações. Não pode ser só jogador marcador, é preciso criar espaços”, analisou Márcio Araújo, lembrando que no futebol de hoje não há um só responsável pela marcação. “Não pode jogar a responsabilidade de todo o sistema defensivo em um jogador. Hoje, todos têm parcela de participação na marcação.”

Mais quatro opções para o jogo contra a Cabofriense

Vanderlei Luxemburgo avisou que iria mudar o time contra a Cabofriense, amanhã, no Maracanã, e teve ontem a confirmação de que poderá contar com quase todo o elenco. Em coletivo entre reservas e juniores, Gabriel, Eduardo da Silva, Paulo Victor e Jonas participaram sem problemas e poderão jogar.

Recuperado de uma concussão cerebral, o goleiro voltou a treinar com o grupo e retornará à equipe. Gabriel e Eduardo da Silva, livres de problemas musculares, também devem ser aproveitados para ganhar ritmo.

Último a ser contratado, Jonas mostrou evolução física e pode estrear antes do previsto. Quem segue fora é Léo Moura, que fez um trabalho físico com os titulares, assim como Paulinho, cuja previsão de retorno é em março.