Flamengo massacra a Cabofriense no Maracanã e dorme líder do Cariocão

Com Gabriel e Paulo Victor em campo, Rubro-Negro teve grande atuação no segundo tempo e venceu jogo por 5 a 1

Por O Dia

Rio - No Maracanã, o Flamengo conseguiu a sua terceira vitória no Estadual. Com uma grande atuação no segundo tempo, o Rubro-Negro derrotou a Cabofriense por 5 a 1, em casa, nesta quarta-feira. Com o resultado, a equipe da Gávea dorme na liderança da competição. Já a equipe da Região dos Lagos segue em 14ª bem próxima a zona de rebaixamento

Na próxima rodada, o Rubro-Negro volta a atuar no Maracanã. O adversário será o Boavista, na quinta-feira, às 19h30. No mesmo dia e horário, a Cabofriense recebe o Resende, no Alair Corrêa.

Flamengo conseguiu a sua terceira vitória no Campeonato CariocaAndré Mourão

O JOGO

Diferentemente da partida contra o Barra Mansa na última quarta-feira, o Flamengo não começou a partida no Maracanã com um ritmo intenso. Com muitas trocas de passe, o Rubro-Negro não conseguia ser objetivo e só criou a primeira oportunidade por uma bola parada. Aos sete minutos, Canteiros cobrou falta, levando perigo ao goleiro Rafael. Gabriel, que fez a primeira partida no Carioca, após se recuperar de lesão, apareceu aos 23 minutos. O apoiador arriscou de fora da área e o arqueiro da Cabofriense fez bela defesa.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

Dois minutos depois, o Rubro-Negro chegou lá. Arthur Maia abriu para Pará, que cruzou na medida para Marcelo Cirino, que cabeceou, a bola desviou no zagueiro Victor Silva e Rafael, já dentro do gol, ainda tentou tirar. O auxiliar confirmou o gol, que gerou uma pequena reclamação da Cabofriense, mas a bola de fato já tinha cruzado a linha fata do time da Região dos Lagos.

Gabriel retornou ao Flamengo nesta quarta-feiraAndré Mourão

Antes do fim da primeira etapa, o Flamengo perdeu um jogador por lesão. O lateral-esquerdo Anderson Pico pisou em falso, e teve que ser substituído. Como não tinha Thallyson no banco de reservas, Vanderlei Luxemburgo teve que colocar Luiz Antônio em campo.

LEIA MAIS: Notícias, resultados e bastidores do Campeonato Carioca

Para mudar o panorama do jogo, Alfredo Sampaio fez uma mudança na Cabofriense. O treinador tirou Fabrício Carvalho, o principal nome da equipe e colocou Sassá em campo. Na primeira jogada que teve, o atacante marcou um belo gol. O jogador passou Wallace e Samir e colocou a bola no ângulo de Paulo Victor.

VEJA MAIS: Confira a tabela e classificação do Campeonato Carioca

Porém, não a equipe de Cabo Frio não teve muito tempo de comemorar. Quatro minutos depois, Canteiros cobrou escanteio, Marcelo Cirino cabeceou, Rafael defendeu, mas no rebote, Everton esteve esperto para conferir e fazer o segundo gol do Flamengo. Três minutos depois, em lance quase repetido, Samir fez mais um. Em novo escanteio, o defensor subiu mais que todo mundo e fez o terceiro.

FOTOGALERIA: Flamengo massacra a Cabofriense no Maracanã

Ainda houve tempo para mais. Luxemburgo colocou Alecsandro e Eduardo da Silva em campo. E os dois fecharam o placar. Primeiro o brasileiro naturalizado croata fez o dele. Everton recebeu em boas condições e serviu ao atacante que escorou a bola para o fundo das redes. Depois, o centroavante fechou o placar ao receber passe de Eduardo da Silva e cara a cara deslocou Rafael, marcando o quinto.

FLAMENGO 5 X 1 CABOFRIENSE

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 11 de fevereiro de 2015
Horário: 22 horas (horário de Brasília)
Árbitro: João Batista de Arruda
Assistentes: Wagner de Almeida Santos e Eduardo de Souza Couto
Renda e público: R$ R$ 309.270 / 10.273 pagantes e 11.512 presentes

Cartões amarelos: Wallace (FLA); Arthur Faria, Kaká, Hiroshi (CAB)
Cartões vermelhos: Não houve

Gols: Marcelo Cirino, aos 25 minutos do primeiro tempo (FLA); Sassá, aos 4 minutos do segundo tempo (CAB); Everton, aos 10 minutos do segundo tempo (FLA); Samir, aos 13 minutos do segundo tempo (FLA); Eduardo da Silva, aos 32 minutos do segundo tempo (FLA); Alecsandro, aos 38 minutos do segundo tempo (FLA)

FLAMENGO: Paulo Victor; Pará, Wallace, Samir e Anderson Pico (Luiz Antonio); Márcio Araújo, Canteros e Arthur Maia (Eduardo da Silva); Everton, Gabriel (Alecsandro) e Marcelo Cirino / Técnico: Vanderlei Luxemburgo

CABOFRIENSE: Rafael; Lenon, Vladimir, Vitor Silva e Leandro; Hiroshi, Kaka (Jones), Everton e Arthur Faria; Têti (Marcinho) e Fabrício Carvalho (Sassá) / Técnico: Alfredo Sampaio