Opções de sobra para o ataque do Fla

Com volta de Gabriel e Eduardo da Silva, Vanderlei tem seis nomes disponíveis para escolher no setor ofensivo

Por O Dia

Rio - Vanderlei Luxemburgo não pode reclamar das opções para o ataque. Sem poder contar com Paulinho, que se recupera de cirurgia no joelho direito, o Flamengo tem seis jogadores para o setor. Todos foram aproveitados e se saíram bem nas chances que tiveram.

A formação mais usada pelo treinador nestas primeiras sete partidas foi com Nixon, Everton e Marcelo Cirino: cinco vezes. Além deles, Alecsandro foi aproveitado em todos os jogos e marcou três gols, sendo o artilheiro do time em 2015 ao lado de Cirino.

Após ficar de fora dos três primeiro jogos do Carioca, Eduardo da Silva voltou ao Fla na última rodadaDivulgação

Para completar a lista de opções, Eduardo da Silva e Gabriel voltaram a jogar na última rodada, contra a Cabofriense. Titulares no amistoso com o Shakhtar Donetsk, no primeiro jogo do ano, os dois tentam recuperar terreno diante da concorrência. Enquanto o jovem atacante começou jogando e agradou, o croata entrou e marcou um gol.

Com a chegada de Marcelo Cirino, Eduardo da Silva ainda pode ser aproveitado como meia, como aconteceu contra o Shakhtar, mas saiu com dores na coxa direita e foi substituído por Arthur Maia. Como o apoiador encantou o treinador, a concorrência ficou ainda maior: “Estou à disposição para jogar em qualquer posição. Para mim, tanto faz. Não faz sentido escolher posição. Estou aqui para ajudar”, afirmou Eduardo da Silva.