Em jogo sofrido, Fla arranca empate com o Madureira em Volta Redonda

Rubro-Negro joga mal a deixa a liderança do Carioca escapar

Por O Dia

Rio - O Flamengo empatou neste domingo por 1 a 1 com o Madureira, no Raulino de Oliveira, pelo Campeonato Carioca. Saindo em desvantagem e sendo pressionado pelo Tricolor Suburbano na primeira etapa, o Rubro-Negro precisou voltar do intervalo para recuperar o futebol e arrancar o gol de empate no duelo. A equipe da Gávea deu trabalho na reta final da partida, mas, por fim, o resultado foi justo para as dois times. Luiz Paulo abriu o placar e Bressan, em lance polêmico, deixou tudo igual. 

O técnico Vanderlei Luxemburgo resolveu fazer duas mudanças em relação ao time que vinha atuando. Ele colocou Cáceres e Gabriel como titulares. Arthur Maia e Nixon foram sacados. O time não rendeu o esperado. O Flamengo ficou sem criatividade e penou em campo. 

Com 14 pontos, o Flamengo ocupa a vice-liderança do Campeonato Carioca. E o Madureira assume a 6° colocação, com 11.

Marcelo Cirino reclama com arbitragem. Flamengo deixou a desejar em Volta RedondaDivulgação

O Rubro-Negro volta a campo pelo Estadual no próximo domingo, contra o Botafogo, às 16h, no Maracanã. Mas, antes, a equipe da Gávea enfrenta o Brasil de Pelotas, na quarta-feira, pela Copa do Brasil. Já o Madureira encara o Nova Iguaçu no sábado, às 15h30, no Conselheiro Galvão.

O jogo

O Flamengo começou a partida no Raulino de Oliveira tomando um grande susto logo aos quatro
minutos. João Carlos mandou um foguete para o gol de Paulo Victor, que viu a bola carimbar a
trave. Primeira grande chance do duelo veio do Madureira.

Após o lance, o Rubro-Negro começou a pressionar mais na área adversária, porém, sem sucesso na finalização. Aos 16 veio dos pés do meia Everton a primeira chance do Fla e, mais uma vez, a trave estava lá para impedir o primeiro gol em Volta Redonda.

O jogo ficou equilibrado, com ambas equipes atacando e chegando ao ataque adversário. Aos 31, Rodrigo Lindoso percebeu que Paulo Victor estava adiantado e arriscou do meio da rua. O goleiro do Fla estava atento e defendeu sem perigo.

Aos 35 minutos, após erro da marcação rubro-negra, a bola acabou sobrando para Luiz Paulo, que mandou uma bomba de fora da área. A bola ainda bateu na trave e balançou a rede. 1 a 0 Madureira no Raulino. O Flamengo sentiu o gol e o Tricolor Suburbano passou a crescer no jogo.

Na volta ao segundo tempo, o Madureira cobrou falta com perigo logo no primeiro minuto. Rodrigo Pinho mandou uma bomba para o gol de Paulo Victor, que chegou a encostar na bola, mas o árbitro marcou apenas tiro de meta.

No decorrer da segunda etapa, o Rubro-Negro voltou a pressionar, mas encontrava dificuldades para furar a zaga do Madureira, que recuou na volta do intervalo. Ofensivo, o Fla seguia em busca do gol de empate.

Aos 29 minutos, em cobrança de escanteio, a bola sobrou para o zagueiro Bressan que pegou mal na bola. O goleiro do Madureira chegou a tirar a bola, mas o juiz validou o gol rubro-negro, em lance polêmico. Tudo igual no Raulino de Oliveira.

Após o gol de empate, o Flamengo criava mais oportunidades na partida e mostrava que estava atrás da virada. Aos 46, Eduardo da Silva ficou cara a cara com o goleiro do Tricolor Suburbano, mas estava impedido e o gol foi invalidado pelo juiz.

Por fim, o empate foi justo para as duas equipes. O Madureira pelo primeiro tempo que teve e o Flamengo pela garra na busca do gol de empate.

MADUREIRA 1X1 FLAMENGO

Estádio: Raulino de Oliveira (RJ)
Árbitro: Wagner Magalhães
Público e renda:
Gols: Luiz Paulo (Madureira, aos 35' do 2ºT); Bressan (Flamengo, aos 29' DO 2ºT)
Cartão amarelo: Bressan, Canteros,  Arthur Maia (Flamengo); Thiago Cardoso, Daniel, Ramon e Rodrigo (Madureira)
Cartão vermelho: -

FLAMENGO: Paulo Victor; Pará, Bressan, Samir e Thallyson; Cáceres, Márcio Araújo, Canteros
(Arthur Maia, aos 19 do 2ºT) e Everton (Nixon, 13' do 2ºT); Gabriel (Eduardo da Silva, no
intervalo) e Marcelo Cirino; Técnico: Vanderlei Luxemburgo;

MADUREIRA: Jonathan; Formiga, Daniel, Thiago Cardoso e Luiz Paulo; Gilson, Ryan, Rodrigo
Lindoso e Camacho (Robinho, aos 29' do 2ºT); Rodrigo Pinho e João Carlos (Ramon, aos 44' do 2ºT). Técnico: Toninho Andrade;