Neto lamenta erro na última bola do Fla: 'A estratégia era com Marquinhos'

Rubro-Negro amarga mais uma derrota para o Pioneros e está fora da final da Liga das Américas

Por O Dia

Rio - O Flamengo teve a chance de vencer o jogo na prorrogação, mas a jogada não saiu como deveria. Com pouco mais de três segundos no cronômetro e um ponto atrás no placar, o Rubro-Negro falhou na última tentativa e amargou a derrota para o Pioneros de Quintana Roo, neste sábado, no Maracanãzinho. Na reposição cobrada por Marquinhos, a bola passou nas mãos de Laprovittola e morreu com Herrmann, enterrando o sonho de chegar ao bicampeonato na Liga das Américas.

"A bola era para ele (Marquinhos). Ele deveria ter dado para o Meyinsse, recebido de volta e definido. Só que ele viu o Laprovittola sozinho e preferiu dar a bola para ele decidir. A nossa estratégia era com o Marquinhos", lamentou José Neto, técnico do Flamengo.

Marquinhos deveria ter recebido última bola do FlamengoDivulgação

O time que conquistou todos os títulos na temporada passada amargou uma dura derrota em casa. Neto saiu em defesa do grupo e não vê o tropeço como um fracasso do elenco.

FOTOGALERIA: Flamengo perde e dá adeus ao sonho do bi na Liga das Américas

"Lógico que não. Nós sabemos do que somos capazes e não nos sentimos fracassados nunca. Fracassado é aquele que não está aqui e aquele que não entra na quadra. Não foi um fracasso. Lógico que estou triste, não me preparei para perder essa partida. Entramos para ganhar e infelizmente eles ganharam. O mérito é todo deles", declarou.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

O Pioneros aprontou de novo. A exemplo da primeira fase, venceu o Flamengo. Neto reconhece o mérito do rival e enaltece o fato de o Rubro-Negro ter disputado o Final Four da Liga das Américas pelo segundo ano seguido.

LEIA MAIS: Basquete, vôlei, tênis e muito mais: acompanhe os esportes olímpicos

"Era a nossa única derrota na competição nas duas últimas edições. Foi diferente o jogo daqui comparado ao da primeira fase. A pressão e a atmosfera foram outras aqui e eles mereceram ganhar. Não podemos esquecer que chegamos duas vezes seguidas ao Final Four e isso nunca tinha acontecido com o Flamengo. É claro que Flamengo é sempre vitória e sempre trabalhamos para isso, principalmente com a camisa rubro-negra. Demos o nosso melhor em quadra, mas dessa vez não foi suficiente para sair com a vitória", lamentou.