Flamengo escolhe a Gávea como casa para receber jogos de futebol em 2016

Clube espera aval do Governo do Estado e da Prefeitura

Por O Dia

Estádio da Gávea aguarda o 'O.K.' do poder público para receber os jogos do FlamengoDivulgação

Rio - O Flamengo planeja construir, na sede da Gávea, uma arena com capacidade para 15 a 20 mil pessoas. Além da arquibancada de cimento já existente, o clube ergueria uma estrutura temporária e instalaria refletores para mandar seus jogos em 2016, quando Maracanã e Engenhão estarão fechados por conta dos Jogos Olímpicos. Segundo o vice de finanças rubro-negro, Rodrigo Tostes, falta ainda o aval do poder público.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fla

"O terreno é do Estado. Assim que recebermos o O.K., vamos conversar para chegar a um acerto com a prefeitura", explicou o dirigente.

Em 1931, o Flamengo ficou com direito de cessão do terreno. Para o sonho de ter uma arena na Gávea, precisa ter o aval dos órgãos públicos para construir o estádio. 

Com Maracanã e Engenhão fechados, restava ao Flamengo atuar em São Januário ou sair do Rio. A primeira opção teria no problema de relacionamento da diretoria com o presidente do Vasco, Eurico Miranda, o seu maior obstáculo. E a segunda atingiria os sócios-torcedores.

A vontade da diretoria do Flamengo de fazer uma arena na Gávea é antiga. A última vez que o time jogou no gramado onde craques como Zico e Júnior nasceram para o futebol foi na vitória por 3 a 0 sobre o Americano, em 27 de abril de 1997, pela Taça Rio. Desde a estreia, na derrota para o Vasco por 2 a 0, em 1938, foram 230 partidas: 175 vitórias, 23 empates e 32 derrotas.