Jonas treina entre os titulares

Vanderlei escala volante em atividade fechada e diz que árbitro não pode entrar prevenido

Por O Dia

Rio - Jonas treinou entre os titulares, nesta sexta-feira, em trabalho fechado, no Ninho do Urubu. Ao colocar na balança prós e contras, Vanderlei Luxemburgo decidiu mantê-lo no time. Mesmo após o volante escapar de ser expulso, na primeira partida da semifinal do Carioca, contra o Vasco. Pesou a favor da escalação do jogador o fato de Canteros e Cáceres estarem vetados para o duelo decisivo.

O treinador, no entanto, esconde o jogo: “A equipe vai ser confirmada no domingo (amanhã). Nesta semana, deu para discutir bastante o jogo passado, as coisas que não devem ser repetidas. O Jonas foi imprudente, não violento. Mas aí, apareceu em slow motion (câmera lenta) e ficou violento. Desnecessário o comportamento das equipes. Espero que contribuam para um bom jogo. O Flamengo vai contribuir.”

Jonas deve ser titular do FlamengoGilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

Ao acertar com o pé o rosto do atacante Gilberto, Jonas virou o vilão da semana. Substituído, após receber apenas o cartão amarelo do árbitro João Batista de Arruda, o volante ficou no centro da polêmica. O presidente do Vasco, Eurico Miranda, emitiu nota afirmando que o mesmo time sempre é beneficiado.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

Vanderlei mostra preocupação com a pressão sobre Rodrigo Nunes de Sá, que apitará a partida “O árbitro não pode entrar prevenido contra o Jonas em faltas normais. Criou-se uma instabilidade. O árbitro do jogo passado foi ruim demais, não aplicou a regra.”

LEIA MAIS: Notícias, resultados e bastidores do Campeonato Carioca

Ele fechou o treino por quase uma hora e meia. Quando a atividade foi liberada para a imprensa, havia poucos jogadores em campo. Longe da mira das câmeras, o treinador armou a equipe com apenas dois volantes — nos outros quatro clássicos disputados pelo Rubro-Negro na competição, ele escalou três homens na proteção da zaga.

Gabriel, a princípio, ficará responsável pela armação das jogadas, com Everton, Alecsandro e Marcelo Cirino no ataque. Paulinho, que sentira um desconforto muscular na quinta-feira, está fora. Arthur Maia deve ficar como opção para o segundo tempo.

LUXA ESPERA TIMES MAIS CAUTELOSOS

Se no primeiro jogo os times exageraram na intensidade, Vanderlei Luxemburgo acredita que, na partida decisiva, ambas as equipes entrarão com mais cautela. Para o treinador, a polêmica em torno da arbitragem deixou Flamengo e Vasco escaldados: “Será um jogo tecnicamente diferente. Não tem segunda partida. Ou passa, ou fica. Acho que, com os fatos que aconteceram, os times vão dar uma puxada no freio de mão.”

Apesar de a briga entre Flamengo e Federação de Futebol do Estado do Rio ter respingado em Vanderlei, ele valoriza o Campeonato Carioca. Para o técnico, quem diz que os estaduais não têm valor quer, na verdade, levar a taça para casa. “Eu me sinto estimulado, com certeza. Tenho o frio na barriga, ainda dá aquela ‘piscadinha.’ Quero ganhar sempre, está no DNA. Estou sempre preocupado em fazer o máximo”, afirmou.