Apesar da classificação, clima começa a pesar para Luxemburgo no Flamengo

Parte da diretoria do Rubro-Negro vê com bons olhos uma possível a transferência do técnico para o São Paulo

Por O Dia

Rio - O Flamengo avançou na Copa do Brasil, mas a ressaca da eliminação para o Vasco na semifinal do Campeonato Carioca ainda dói na cabeça. A vitória desta quarta-feira, por 2 a 0, sobre o Salgueiro, no Estádio Cornélio de Barros, não apaga a derrota de domingo. A chapa nos bastidores rubro-negros está quente, e o técnico Vanderlei Luxemburgo começa a ser fritado. A possível ida do treinador para o São Paulo é até vista com bons olhos por parte da diretoria.

Vanderlei Luxemburgo pode deixar o FlamengoAndré Mourão

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

Alçado a salvador da pátria após tirar o Flamengo da lanterna do Campeonato Brasileiro no ano passado, Vanderlei tem sido questionado internamente. Por ser um profissional de ponta e identificado com o clube, os dirigentes temem que a troca de comando provoque um desgaste com a torcida e que se transforme em pressão sobre quem vier a ocupar o cargo.

O desempenho do time é alvo de críticas. Com a manutenção da base e a chegada de reforços como Marcelo Cirino e Arthur Maia, autores dos gols, sobre o Salgueiro, os dirigentes criaram uma expectativa para 2015 que ainda não foi atendida.

O empate em 0 a 0 com o Nova Iguaçu, que custou ao Flamengo o título da Taça Guanabara, e a atuação nos dois confrontos com o Vasco acenderam o pavio. Num clube conhecido por ser um barril de pólvora, a crise pode estourar de vez.

Ainda sem técnico, o São Paulo deve investir pesado para seduzir o rubro-negro. Caso a saída se concretize, o diretor de futebol Rodrigo Caetano ficará incumbido de escolher um sucessor que se encaixe no perfil do grupo montado com a ajuda de Vanderlei.

O vínculo do treinador do Flamengo se encerra no fim deste ano. Procurado pelo Tricolor Paulista, ele fez questão de tornar pública a negociação e expor a sua insatisfação com o fato de seu contrato não estabelecer uma multa rescisória alta. Para tirar Vanderlei da Gávea, qualquer clube precisa apenas pagar o valor equivalente a um mês de seu salário, de aproximadamente R$ 400 mil.

Desde que voltou ao Flamengo, em 2014, Vanderlei dirigiu o time em 55 partidas. Foram 33 vitórias, dez empates e 12 derrotas - aproveitamento de 66,06%.