Pará volta a ser alvo da torcida do Flamengo em treinamento na Gávea

Equipe se prepara para duelo contra o Vasco em Cuiabá

Por O Dia

Rio - O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, pediu a integrantes de organizadas apoio ao time e, em especial, a Pará, a partir de domingo, contra o Vasco, em Cuiabá. O lateral-direito foi vaiado na derrota para o Atlético-MG, no Maracanã, e, nesta sexta-feira, em treino na Gávea, virou alvo da torcida novamente. Cerca de 150 rubro-negros compareceram à atividade.

Pará tem sido alvo constante de críticas vindas dos torcedores do FlamengoMárcio Mercante / Agência O Dia

"Vai para o Vasco, Pará", gritou um torcedor. "Fora, Pará", protestou outro.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

O técnico Cristóvão Borges defendeu seu comandado. "O Pará se sente acolhido pelo grupo e pela comissão técnica. Isso faz parte do nosso meio. Ele é um jogador experiente, mas é claro que todo mundo gosta de carinho. O Pará foi muito importante quando precisávamos de maior consistência defensiva", disse o treinador que deve barrar o lateral domingo.

Outros também receberam seu quinhão de insatisfação. Paulinho, saía de campo sob gritos de apoio, até que chegou a cobrança: "Larga essa cachaça."

Após o treino, andando pela Gávea, Bandeira de Mello encontrou com um grupo de torcedores e pediu para ser ouvido. Depois da conversa, todos caminharam sorridentes. Semblante que só será mantido com uma vitória domingo.