Pará volta a ser alvo da torcida do Flamengo em treinamento na Gávea

Equipe se prepara para duelo contra o Vasco em Cuiabá

Por pedro.logato

Rio - O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, pediu a integrantes de organizadas apoio ao time e, em especial, a Pará, a partir de domingo, contra o Vasco, em Cuiabá. O lateral-direito foi vaiado na derrota para o Atlético-MG, no Maracanã, e, nesta sexta-feira, em treino na Gávea, virou alvo da torcida novamente. Cerca de 150 rubro-negros compareceram à atividade.

Pará tem sido alvo constante de críticas vindas dos torcedores do FlamengoMárcio Mercante / Agência O Dia

"Vai para o Vasco, Pará", gritou um torcedor. "Fora, Pará", protestou outro.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

O técnico Cristóvão Borges defendeu seu comandado. "O Pará se sente acolhido pelo grupo e pela comissão técnica. Isso faz parte do nosso meio. Ele é um jogador experiente, mas é claro que todo mundo gosta de carinho. O Pará foi muito importante quando precisávamos de maior consistência defensiva", disse o treinador que deve barrar o lateral domingo.

Outros também receberam seu quinhão de insatisfação. Paulinho, saía de campo sob gritos de apoio, até que chegou a cobrança: "Larga essa cachaça."

Após o treino, andando pela Gávea, Bandeira de Mello encontrou com um grupo de torcedores e pediu para ser ouvido. Depois da conversa, todos caminharam sorridentes. Semblante que só será mantido com uma vitória domingo.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia