Por pedro.logato

Rio - Os quatro próximos jogos do Flamengo serão decisivos para as pretensões do time no Campeonato Brasileiro. O técnico Cristóvão Borges vê uma boa possibilidade de a equipe embalar tendo pela frente dois adversários que estão no meio da tabela (Ponte Preta e Atlético-PR) e outros dois que lutam contra o rebaixamento (Goiás e Santos).

Guerrero tem três vitórias em três jogosDivulgação

“O Flamengo é time para disputar o título. Antes do Campeonato Brasileiro era esse o desejo. Mas começamos mal e precisamos recuperar uma parte desse terreno. Vamos alcançar o nível para chegar lá em cima. Ainda temos muitos problemas para resolver, mas estamos motivados e esperançosos. A equipe tem potencial grande”, afirmou.

Suspenso pelo terceiro cartão amarelo, Emerson Sheik não encara o Goiás, domingo, mas está otimista com o futuro do Rubro-Negro no Brasileirão. “Acho que é uma competição extremamente difícil, na qual há quatro ou cinco equipes qualificadas. Não é fácil, mas é assim que vamos conseguir encontrar uma maneira de jogar, encaixar o jogo, brigar por uma colocação melhor e começar a sonhar. Sou um cara que sonha alto”, declarou.

E reafirmou que pensa em voos mais altos: “Cheguei falando que o Flamengo é muito grande e tem uma história muito linda nos cenários nacional e internacional, não é para brigar para sair da zona de rebaixamento”, lembrou.

Com menos pressão para se manter no cargo, Cristóvão deu dois dias de folga (no domingo e na segunda) ao elenco e quer usar a semana livre para treinar jogadas e fazer o time decolar de vez no Brasileiro.

Você pode gostar