Energia renovada para o Flamengo

Oswaldo de Oliveira estreia no comando do Rubro-Negro e quer ver o time ligado contra o São Paulo neste domingo

Por O Dia

Rio - Oswaldo de Oliveira chegou falando alto para dar um choque no grupo do Flamengo. Em sua estreia no comando, contra o São Paulo, neste domingo, às 16h, no Maracanã, o treinador quer ver seu time com nova energia. Sem saber aonde seus jogadores poderão chegar, ele coloca Guerrero como fio condutor de uma possível recuperação no Campeonato Brasileiro, enquanto tenta, no grito, evitar as constantes panes do setor defensivo.

“Agora, num contato mais próximo, vendo alguns jogadores participando, tive a confirmação daquilo que temos impressão de fora. São jogadores de bom nível, aplicados, motivados. O destaque é esse: a vontade de acertar”, disse.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

O time do Flamengo tem dado curto-circuito. Contra o Palmeiras, na última rodada do primeiro turno, havia conseguido a virada — vencia por 2 a 1, mas sofreu três gols e perdeu a partida por 4 a 2. Na derrota para o Vasco, quarta-feira passada, mais uma vez a defesa pareceu desligada em alguns momentos.

Oswaldo de Oliveira grita muito no treino, mas faz mistério sobre a escalaçãoAndré Mourão / Agência O Dia

Mais perto da zona de rebaixamento do que do G-4, os rubro-negros querem começar o segundo turno plugados na tomada de 220 volts. Serve de luz de esperança os desfalques e o retrospecto recente do São Paulo, que perdeu em casa para o Ceará, pela Copa do Brasil, e para o Goiás, no Brasileiro. Para Oswaldo, no entanto, não se pode ter qualquer apagão contra os paulistas.

"O São Paulo é um timaço. Não tem nenhum time que não tenha demonstrado fragilidade. Isso não dispersa nossa atenção”, afirmou Oswaldo, que emenda: “É um adversário com grandes jogadores e um treinador novo, implementando a maneira dele. Vamos com muito respeito e muita motivação também porque precisamos da vitória."

Com dúvidas, a tática é fazer mistério

Oswaldo de Oliveira esconde o jogo sobre qual time que mandará a campo em sua estreia no comando do Flamengo. Com pouco tempo para trabalhar, porém, não deve fazer grandes mudanças.

A dupla de zaga é uma incógnita. Contra o Palmeiras, jogaram César Martins e Samir. Já diante do Vasco, atuaram Wallace e Samir. Armero e Anderson Pico concorrem à vaga de Jorge, suspenso. Já Ederson e Alan Patrick disputam a função criativa.