Por victor.abreu

Rio - Gerson Biscotto é o novo vice-presidente de futebol do Flamengo. O cartola foi apresentado oficialmente nesta sexta-feira, na sede da Gávea. Biscotto acumulará, provisoriamente, duas pastas no Rubro-Negro: Remo e Futebol. Com a presença do mandatário Eduardo Bandeira de Mello, o dirigente falou da expectativa por retornar à função que já ocupou em 2005.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

"É um prazer voltar ao futebol do Flamengo. Aceitei esse convite. Fui vice de futebol em 2005, um ano muito difícil, o clube totalmente diferente na estrutura atual. Vamos trabalhar em conjunto, com todo o trabalho do Rodrigo Caetano, o nosso vice de planejamento estará junto (Flávio Godinho), e tenho certeza que será muito diferente do que tinha anos atrás", disse o dirigente.

Gerson Biscotto, novo VP de futebol do FlamengoThiago Sinionato / Divulgação / CRF

O novo vice-presidente de futebol elogiou o elenco e o técnico Oswaldo de Oliveira, com quem "conviverá" no Ninho do Urubu. Confiante, o dirigente acredita em uma arrancada no Brasileirão 2015.

"Acredito muito neste elenco. Com a chegada de Oswaldo de Oliveira, o Flamengo tem tudo para chegar. Tenho muita quase certeza que vamos brigar até pelo título. Em 2009, a situação era pior e conseguimos chegar", afirmou.

Mais experiente, Biscotto revelou que a situação atual do Flamengo é bem melhor do que em 2005. O dirigente disse que na época o Rubro-Negro não acertou com o chileno Valdívia por não ter R$ 400 mil.

"Eu comecei em 2005 com sete jogadores, como Dimba, e fizemos a estrutura do time que foi campeã em 2006 da Copa do Brasil. Não tinha dinheiro, o Valdivia deixou de vir porque não tinha 400 mil reais", comentou.

Biscotto assume o cargo que era ocupado por Alexandre Wrobel, atual vice-presidente de Patrimônio.

Você pode gostar