Com a bola toda, Flamengo pode quebrar marcas históricas no Brasileiro

Rubro-Negro se aproxima, com mais duas vitórias, iguala recorde do Cruzeiro na era dos pontos corridos

Por O Dia

Rio - Mais do que alcançar uma marca histórica, o Flamengo deu um pulo gigantesco na tabela e já começa a vislumbrar voos mais altos no Brasileiro. Em quarto lugar, o Rubro-Negro se aproxima de Grêmio e Atlético-MG - terá confronto direto com os dois - e já pode começar a sonhar em buscar uma vaga direta para a fase de grupos da Libertadores de 2016. Difícil? Um pouco, mas não impossível para quem estava desacreditado há poucas rodadas. Para isso, basta seguir quebrando marcas históricas na competição.

No Flamengo%2C Oswaldo de Oliveira engatou sequência de seis vitórias seguidasMárcio Mercante / Agência O Dia

O pulo do 13º lugar para o quarto em apenas seis rodadas só foi possível graças à sequência de seis vitórias. Para superar a marca máxima que conseguiu em Brasileiros pela terceira vez na história (as outras foram em 1978 e 1982), o Flamengo precisará vencer o Coritiba, na quinta-feira. E, se conseguir, estará perto de igualar outro recorde. Nos pontos corridos, a partir de 2003, o máximo de triunfos seguidos que um clube obteve foram oito. Marca que pertence ao Cruzeiro, que alcançou o feito três vezes (duas logo na campanha do primeiro ano, e uma, em 2013). Para o Flamengo chegar a esse número, além do Coxa, precisará passar pelo Atlético-MG, num confronto que interessa tanto para estatísticas quanto para a disputa do campeonato. E não será fácil porque a partida terá o Independência como sede, mas a boa fase anima os jogadores para que sigam batendo marcas.

VEJA MAIS: Confira a tabela e classificação do Campeonato Brasileiro

“O time está em momento espetacular, com uma sequência de vitórias que tem deixado as pessoas surpresas, menos a gente”, afirmou Ederson, que retornou à equipe na vitória por 3 a 1 sobre a Chapecoense, com direito a passe para o terceiro gol, de Kayke.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

Para os torcedores mais otimistas, que pensam ainda ser possível conquistar o título, o Flamengo teria que pelo menos igualar o recorde de 11 vitórias seguidas na competição, do Guarani de 1978, segundo o site "Futdados". Só assim seria possível tirar a vantagem de 13 pontos do Corinthians. Um número altíssimo, mas que o técnico Oswaldo de Oliveira já chegou bem perto de alcançar no Brasileiro. Quando comandava o São Paulo, em 2002, o time venceu por 10 rodadas consecutivas.

“Todas as equipes oscilam e todas conseguem momento de estabilidade. Minha expectativa é otimista, mas estamos pensando jogo a jogo”, analisou Oswaldo de Oliveira, que não se considera o único responsável pela arrancada rubro-negra.

“Estamos fazendo a continuação do trabalho do Cristóvão (Borges). Agora, como se diz, pegou no breu. As coisas estão acontecendo. Acho que é a progressão”, destacou.

Desgaste com partidas e viagens

Se não bastasse a maratona de jogos, o Flamengo ainda sofre com as constantes viagens. Devido a um atraso no voo de Santa Catarina nesta segunda-feira, a delegação perdeu a conexão em São Paulo e ficou mais uma hora esperando no aeroporto. A chegada ao Rio aconteceu somente no início da noite.

Apesar do cansaço da viagem, o time treina nesta terça-feira de manhã no Ninho do Urubu e segue quarta para Brasília, onde jogará quinta-feira contra o Coritiba. Para essa partida, no Mané Garrincha, a expectativa é de casa cheia. A última parcial divulgada nesta segunda tinha mais de 32 mil ingressos vendidos.

Ainda sem Guerrero, que trabalha para voltar contra o Atlético-MG, Kayke terá mais uma chance e não pensa em perder a vaga para o peruano: “Não estou preocupado, quero ajudar.”