Guerrero comenta bate-boca no treino do Flamengo: 'Foram só cobranças'

Peruano achou normal a cobrança entre jogadores do elenco

Por O Dia

Rio - Paolo Guerrero está devendo no Flamengo. Depois de um início promisso, o atacante peruano vive uma seca de gol. No Flamengo, são 4 gols em em 12 jogos. Há 3 jogos ele não marca pelo clube rubro-negro. na coletiva de imprensa, no Ninho do Urubu, nesta sexta-feira, o camisa 9 comentou sobre a seca de gol.

LEIA MAIS: Bate-boca entre jogadores marca treino do Flamengo no Ninho do Urubu

Guerrero espera reassumir o caminho dos gols no Flamengo Gilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

"Não sei só fazer gol, seo dar passe também. Teremos jogos que vamos ganhar de 1 a 0 e outros de 4 a 0. Precisamos corrigir os erros e ter a cobrança. O time tem que melhorar em muitos aspectos", disse o Peruano que também criticou o horário das 11hs.

"Jogo 11h é difícil, muito sol, abafado, isso é novo para mim, incômodo. Eu acordo muito cedo. É um pouco diferente. Vamos ver como vai ser", disse Guerrero.

No treino desta quinta-feira, alguns jogadores do Flamengo se desentenderam no treino. A turma do "deixa disso" teve que entrar em ação para que os ânimos exaltados não piorassem. Guerrrero classificou o episódio como normal.

"Foram só cobranças. Estávamos precisando falar mais em campo. Não teve uma briga nem nada. Estamos nos conhecendo, isso que é bom. O time começou a falar", afirmou.

No domingo, às 11h, o Flamengo enfrenta o Joinville, no Maracanã. O time da Gávea está com 41 pontos no Brasileirão.