Flamengo não resiste ao Corinthians e vê o G-4 cada vez mais distante

Guerrero luta, mas vê Vagner Love fazer o gol da vitória

Por O Dia

São Paulo - O Flamengo não resistiu ao Corinthians. O Rubro-Negro chegou a fazer frente no primeiro tempo, mas faltou qualidade para ameaçar o líder do Campeonato Brasileiro. A derrota por 1 a 0, neste domingo, na Arena Corinthians, deixa o sonho do Fla de G-4 cada vez mais distante. O clube carioca amargou o terceiro revés seguido - a diferença para o quarto colocado agora é de seis pontos.

Guerrero lutou%2C mas não conseguiu impedir a derrota do Flamengo para o CorinthiansDivulgação

Além da qualidade, o Corinthians mostrou ao Flamengo o que é ser um time organizado, com segurança na defesa e movimentação no ataque. O Fla penou ofensivamente. Guerrero tentou de todas as formas, mas não teve "companhia". Alan Patrick, Everton e Paulinho só correram e praticamente nada produziram.

No reencontro com o Corinthians - Guerrero fez o gol do título mundial do clube paulista, o atacante peruano se esforçou, saiu da área para buscar jogo, mas não se criou. A torcida do Timão vaiou o camisa 9 e achou a oportunidade para vibrar com Guerrero, quando ele recebeu cartão amarelo.

O Flamengo continua estacionado na décima colocação, com 44 pontos. O sonho de voltar para o G-4 está cada vez mais distante. Na próxima rodada, o Fla tem mais um compromisso fora de casa: encara o Grêmio, no domingo, às 17h, na Arena Grêmio. O líder Corinthians, agora com 70 pontos, terá um jogo com clima de final: enfrenta o Atlético-MG no Independência.

Oswaldo de Oliveira fez duas mudanças no Flamengo. O técnico barrou Samir e Canteros e apostou em Wallace e Jonas, reforçando a marcação no meio de campo, como titulares. O volante fazia uma boa partida, mas pôs tudo a perder ao ser expulso no início do segundo tempo.

O jogo

O Flamengo adiantava a marcação na tentativa de conter as investidas do Corinthians, mas sofria quando o rival conseguia tabelar. A estratégia rubro-negra foi tentar ter a posse de bola. Porém, faltava caprichar no passe. Alan Patrick errava em demasia e até atrasava os contra-ataques do clube carioca.

O Corinthians era mais agudo e levava perigo. César Martins furou e Love avançou, mas não colocou força no chute. Depois, Love surgiu livre, mas chutou para fora. Outra chance foi quando Jorge errou no meio-campo e propiciou o contra-ataque paulista. Jadson ficou cara a cara com Paulo Victor e tentou tocar para Love, mas deu a bola atrás. O Fla pouco ameaçava. Faltava qualidade para criar. Numa rara chance, de bola parada, César Martins emendou para fora. O Timão ainda reclamou de pênalti em Elias - Márcio Araújo e César Martins bloquearam o volante na área.

Nos acréscimos do primeiro tempo, o Corinthians conseguiu tabelar mais uma vez. Jadson achou Malcom, que teve espaço suficiente para achar Love. Livre, o artilheiro pôde pensar com tranquilidade e tocou no canto: 1 a 0.

Em vantagem, o Corinthians recuou no segundo tempo. O Flamengo, porém, trocava passes, mas não superava a marcação rival. Faltava qualidade para criar. Para piorar a situação rubro-negra, Jonas fez falta em Renato Augusto e recebeu o segundo amarelo, sendo expulso.

O Corinthians virou o senhor do jogo. Se forçasse, chegaria ao segundo. Com tranquilidade, venceu o Flamengo e se aproximou ainda mais do título brasileiro.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 0X1 FLAMENGO

Estádio: Arena Corinthians
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio
Gol: Vagner Love (Corinthians, aos 46' do 1ºT)
Cartão amarelo: Elias, Edílson e Guilherme Arana (Corinthians) e Guerrero (Flamengo)
Cartão vermelho: Jonas (Flamengo)

CORINTHIANS: Cássio; Edílson, Felipe, Gil e Guilherme Arana (Yago, aos 40' do 2ºT); Ralf, Elias, Renato Augusto e Jadson; Malcom (Lucca, aos 25' do 2ºT) e Vagner Love (Danilo, aos 35' do 2ºT); Técnico: Tite.

FLAMENGO: Paulo Victor; Pará (Ayrton, aos 42' do 2ºT), César Martins, Wallace e Jorge; Jonas, Márcio Araújo e Alan Patrick; Everton (Canteros, aos 42' do 2ºT), Paulinho (Gabriel, aos 21' do 2ºT) e Guerrero. Técnico: Oswaldo de Oliveira.