Flamengo não mantém ritmo, Guerrero é expulso e time perde para o Grêmio

Rubro-Negro fez ótimo primeiro tempo, mas foi surpreendido no início da etapa final; Atacante deixou campo por reclamação

Por O Dia

Rio Grande do Sul - A bruxa está mesmo solta no Flamengo - nem quando o time da Gávea inicia a partida com superioridade em campo, consegue marcar e sair com a vitória. Foi assim neste domingo, quando o Rubro-Negro perdeu por 2 a 0 para o Grêmio, em Porto Alegre. Superior durante todos os 45 minutos iniciais, a equipe de Oswaldo de Oliveira foi surpreendida pelos adversários logo nos primeiros minutos da etapa final. Everton, que havia entrado no intervalo, abriu o marcador. Aos 39, Bobô fez belo gol e decretou o placar final na Arena do Grêmio.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

E parece que o psicológico da equipe anda mesmo abalado. Paolo Guerrero, estrela da equipe, foi expulso no segundo tempo. Em uma partida completamente tranquila, o peruano recebeu o primeiro e único cartão amarelo do jogo e, por reclamação, teve de deixar o campo mais cedo. Com isso, o atacante chegou à marca de sete jogos sem balançar as redes e, suspenso no confronto contra o Goiás, terá de esperar mais um pouco para tentar encerrar o jejum no Rubro-Negro.

O Grêmio bateu o Flamengo por 2 a 0 neste domingoDivulgação

O resultado deixa o Flamengo cada vez mais distante do objetivo da Libertadores - com 44 pontos, o Rubro-Negro passa para a 11ª posição e amarga a quarta derrota seguida, sétima em uma sequência de oito jogos. O time da Gávea volta a jogar no domingo, às 17h, contra o Goiás, no Maracanã.

Já o Grêmio segue feliz no Brasileirão. A vitória manteve o Tricolor na terceira colocação com 59 pontos, mas colocou o time a apenas três do vice-líder Atlético-MG. A equipe encara o Sport no domingo, às 19h30, na Ilha do Retiro. 

O JOGO

?O Flamengo foi definitivamente superior durante a primeira etapa. Sem medo de sair para o jogo e arriscar, o Rubro-Negro buscou o ataque durante todo o tempo, mas se mostrou ineficiente nas finalizações. Logo aos três minutos, Luiz Antonio lançou Canteros, que mandou fraco de cabeça, deixando fácil para Marcelo Grohe defender. Na sequência, o Grêmio arrancou em velocidade com Pedro Rocha, que se enrolou com César Martins na área, impedindo a sequência da jogada.

Após as primeiras tentativas, o que se viu em Porto Alegre foi muita falta de precisão para ambos os lados. O Flamengo chegava mais ao ataque, mas pouco conseguiu concluir. O Grêmio passou a tentar jogar no erro adversário, mas não desenvolvia.

Apenas aos 20 Jorge mandou para Gabriel, que invadiu a área e chutou de bico, direto para fora. Foi a primeira chance clara de gol da partida. Aos 37, pela direita, Ayrton achou Guerrero, que mandou para Canteros. De letra, o argentino tentou mandar para o gol. A bola acertou a rede pelo lado de fora.

O Grêmio, que não se encontrou no jogo e perdia em posse de bola - na etapa inicial, o Rubro-Negro teve 55% contra 45% do time da casa -, só conseguiu levar perigo no fim, aos 43. Galhardo recebeu de Pedro Rocha, invadiu a área e chutou. A bola explodiu em César Martins e foi para escanteio. Nos acréscimos, Luan chutou forte, mas Paulo Victor impediu que o atacante abrisse o placar.

Se o gol do Flamengo parecia ser apenas questão de tempo, o futebol mostrou que sua especialidade é ser uma caixinha de surpresas. A estrela do técnico Roger Machado brilhou na substituição e logo aos seis minutos da etapa final, Everton, que havia entrado no intervalo, abriu o placar. Douglas lançou Luan, que dominou, driblou Paulo Victor e, sem vaidade, rolou para Everton, que apenas completou para o fundo do gol: 1 a 0 para o Grêmio.

O gol pareceu animar o time da casa, que voltou do intervalo com um novo fôlego. Aos 11, o Tricolor Gaúcho chegou novamente ao ataque. Everton avançou pela esquerda, passou por Ayrton e Márcio Araújo e cruzou rasteiro, mas ninguém alcançou. Na sequência, Giuliano dominou e rolou para Galhardo, que chutou forte de fora da área, obrigando o goleiro rubro-negro a defender.

Se o psicológico do Flamengo já estava abalado pelo gol inesperado, aos 15 minutos, os jogadores ganharam um novo motivo para ficar apreensivos. Guerrero, referência do time, foi expulso de campo. Após receber cartão amarelo, o atacante levou vermelho por reclamação e encerrou prematuramente a chance de encerrar o jejum de gols pelo Rubro-Negro - agora são sete jogos sem balançar as redes.

Toda a superioridade apresentada pelos cariocas no primeiro tempo, foi drasticamente substituída por uma apatia em campo na etapa final - o Flamengo passou a apenas tentar se defender, por diversas vezes se enrolando e complicando na área de defesa. Aos 23, Marcelo Oliveira driblou dois jogadores rubro-negros e Luan dominou, ganhou de Paulo Victor, mas se complicou para finalizar. Já fora da área, o camisa 7 chutou por cobertura, mas viu Wallace salvar de cabeça em cima da linha.

O bombardeio do Grêmio continuava, na proporção que o Flamengo recuava. Aos 29, Paulo Victor teve de fazer milagre para evitar que o placar fosse ampliado. Douglas achou Luan em cobrança de falta, que chutou de direita. O goleiro rubro-negro fechou o gol e mandou para escanteio.

E a visão de jogo do treinador tricolor voltou a ser decisiva. Bobô entrou em campo aos 33 minutos, e o atacante passou a fazer parte de todas as jogadas do time até que deixou a sua marca. Após tentar duas vezes aos 37, o jogador balançou as redes aos 39, após receber lançamento de Marcelo Oliveira. Com um toquinho, Bobô encobriu Paulo Victor e fez 2 a 0 para o Grêmio.

O placar só não ficou maior por conta do que pode ser avaliado como melhor rubro-negro no segundo tempo: a trave. Aos 42, novamente Bobô foi lançado na área, acionou Everton, que chutou cruzado, mas encontrou a baliza no caminho. Com isso, o marcador ficou em 2 a 0 e o Flamengo amargou sua quarta derrota consecutiva no Brasileirão.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO 2 X 0 FLAMENGO

Estádio: Arena do Grêmio
Público e renda: 37.793 / R$ 1.539.677
Árbitro: Bráulio da Silva Machado
Gols: Everton (Grêmio, aos 6' do 2ºT), Bobô (Grêmio, aos 39' do 2ºT)
Cartão amarelo: Paolo Guerrero (Flamengo)
Cartão vermelho: Paolo Guerrero (Flamengo)

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Rafael Galhardo, Pedro Geromel, Erazo e Marcelo Hermes; Moisés, Marcelo Oliveira, Giuliano e Douglas (Bobô, aos 33' do 2ºT); Luan (william Schuster, aos 44' do 2ºT) e Pedro Rocha (Everton, no intervalo). Técnico: Roger Machado.

FLAMENGO: Paulo Victor; Ayrton, César Martins, Wallace e Jorge; Márcio Araújo, Canteros (Kayke, aos 28' do 2ºT), Luiz Antonio (Thiago Santos, aos 20' do 2ºT) e Jajá (Ronaldo, aos 40' do 2ºT); Gabriel e Paolo Guerrero. Técncio: Oswaldo de Olveira.