Sem Oswaldo, Fla enfrenta o Atlético-PR

Jayme de Almeira comanda a equipe carioca neste domingo

Por O Dia

Paraná - Às vésperas das eleições presidenciais, a gestão Eduardo Bandeira de Mello viu o oitavo técnico deixar o Flamengo em três anos. Oswaldo de Oliveira rescindiu, ontem, o contrato com o clube. A diretoria rubro-negra tem engatilhada a contratação de Muricy Ramalho. O anúncio depende do resultado do pleito do próximo dia 7.

O triênio termina como começou: com o técnico recebendo o bilhete azul. Uma das primeiras medidas do departamento de futebol, após Bandeira assumir, em 2013, foi a troca de Dorival Júnior por Jorginho. À época, o vice de futebol era Wallim Vasconcellos, hoje candidato do grupo que rompeu com o que se encontra no poder.

Jayme de Almeida vai comandar o Flamengo neste domingoAndré Morão

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

“Foi simplesmente o planejamento para 2016, onde se decidiu por se tentar começar o ano já com uma nova comissão técnica, um novo treinador, sem que isso represente nenhuma avaliação negativa ao trabalho do Oswaldo, do Luiz (Alberto, auxiliar) e do Ricardo (Henriques, preparador físico). Diria que é um processo normal”, disse o presidente, em entrevista ao SporTV.

Depois de Jorginho, o boné passou pelas cabeças de Mano Menezes, Jayme de Almeida, Ney Franco, Vanderlei Luxemburgo e Cristóvão Borges, até chegar a Oswaldo. Apenas Mano pediu para sair.

Com o time já sem ter o que almejar em 2015, a diretoria antecipou o planejamento para o ano que vem. As conversas com Muricy Ramalho avançaram e transbordaram para a imprensa. Cansado de ler diariamente sobre a intenção dos dirigentes de dispensá-lo, Oswaldo cobrou esclarecimentos e chegou ao acordo de rescisão contratual.

Em sua segunda passagem pelo clube, ele dirigiu o Flamengo em 18 partidas, mesmo número de 2003. Foram oito vitórias, três empates e sete derrotas. “Quando há uma ruptura, sinto que há trabalho inacabado, me sinto mal. Toda vez que tive continuidade, sempre foram trabalhos muito bem-sucedidos. Estou triste, queria continuar, acho que poderia construir muito com essa gestão”, disse o treinador, em entrevista no Ninho do Urubu.

JAYME ASSUME NAS ÚLTIMAS DUAS RODADAS

Jayme de Almeida comandará o Flamengo, interinamente, nas últimas duas rodadas do Campeonato Brasileiro. Hoje, às 19h30, o Rubro-Negro cumpre tabela contra o Atlético-PR, na Arena da Baixada. Domingo que vem, faz a partida derradeira da temporada contra o Palmeiras, no Maracanã.

O clima no elenco do Flamengo é de depressão. Anteontem, os titulares perderam de 3 a 0 o coletivo para os reservas. As últimas duas rodadas servem apenas para encerrar a avaliação do elenco, já de olho na próxima temporada.