Em rádio, Sampaoli nega ter acerto com o Fla: 'Isso pode ter intenção política'

Argentino afirmou não ter acordo com chapa de Wallim

Por O Dia

Chile - Após os rumores de que estaria apalavrado com a chapa verde, encabeçada por Wallim Vasconcellos, que é candidado a presidente do Flamengo, para ser o novo treinador do clube em 2016, o argentino Jorge Sampaoli negou ter qualquer acordo com o Rubro-Negro. Em entrevista à Rádio Tele13, o comandante do Chile reafirmou o interesse se seguir comandando a seleção campeã da Copa América.

Sampaoli negou ter qualquer acerto com o FlamengoEfe

"Ter algo firmado me parece vergonhoso, não há nenhuma verdade. Que eu tenha acordo, impossível. Se eu quisesse sair (da seleção), teria ido depois da Copa América. Quando que quiser ir, o farei. Não acredito que essas especulações tenham sentido. Não tenho representantes, por sorte", afirmou.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

O treinador ainda desmentiu o ex-jogador Gelson Baresi, que disse ser o representante dos seus interesses no Brasil. Segundo o argentino, ele não tem qualquer agente e afirmou que a informação do acerto com o clube carioca pode ter caráter político. "Isso de Flamengo pode ser uma intenção política. Não tenho representante, sempre fiz sozinho", disse.

Na última segunda-feira, Sampaoli foi indicado pela Fifa como finalista do prêmio de melhor técnico de 2015. O argentino está concorrendo com Pep Guardiola, do Bayern de Munique, e Luis Enrique, do Barcelona.

As eleições para a presidência do Flamengo acontecem na próxima segunda-feira. Além de Wallim, Bandeira de Mello (Chapa Azul), atual presidente e Cacau Cotta (Chapa Branca) concorrem ao cargo. Muricy Ramalho é o principal favorito para assumir o comando técnico do clube, caso Bandeira seja reeleito.