Por fabio.klotz

Rio - De nada adiantou o pedido de Muricy Ramalho para a manutenção de Samir. O Flamengo confirmou neste domingo a venda do jovem zagueiro para a Udinese e vai embolsar cerca de R$ 8,5 milhões pelos 50% dos direitos econômicos a que tinha direito. Apesar da perda no elenco, o novo técnico não tem do que reclamar, pois todo o dinheiro da negociação será usado para a contratação de jogadores. E um dos nomes na lista é o do meia argentino Federico Mancuello, do Independiente.

Flamengo vai fazer contraproposta por MancuelloReprodução

A posição é uma das prioridades para 2016. Entretanto, a negociação não é fácil. Além do interesse do Atlético-MG - que vai à Argentina esta semana -, o Independiente não pretende facilitar. O Flamengo já fez uma proposta de 1,5 milhão de dólares (R$ 5,8 milhões), segundo o site Globoesporte.com, mas o clube argentino recusou e pediu o dobro. As negociações continuam pelo meia, que teve grande ano em 2014, mas que na última temporada sofreu com uma lesão e não manteve o nível.

O Flamengo deve aumentar a oferta, mas não vai chegar aos mais de R$ 11 milhões pedidos. Conta a favor o fato de Mancuello querer sair do Independiente. E o dinheiro de Samir pode ajudar no aumento da proposta.

De qualquer jeito, o reforço financeiro também será útil para o investimento rubro-negro nas contratações em pauta. Para o lugar de Samir - que num primeiro momento será emprestado pela Udinese ao Granada por seis meses para ganhar experiência -, Henrique é o nome. O Napoli quer R$ 8,5 milhões pela liberação. Mesmo sem ser prioridade, o goleiro Alex Muralha também está perto. O Figueirense está pedindo R$ 4 milhões para liberá-lo.

O Flamengo ainda negocia com o Hamburgo pela contratação do volante Marcelo Díaz, mas a lesão do chileno ligou o sinal de alerta. Segunda a imprensa chilena, ele optaria por ficar na Alemanha por causa disso.

O aumento no caixa para contratações não será só com a venda de Samir. O Flamengo ainda vive a expectativa de negociar Everton para o futebol chinês. O Rubro-Negro pode lucrar cerca de R$ 9 milhões, mas aguarda uma resposta do Tianjin Songjiang, time comandado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo.

Você pode gostar